como-criar-um-aplicativo

Como criar um aplicativo em 13 passos

O mercado de aplicativos móveis não para de crescer, só no Brasil o crescimento será de 30% em relação ao ano de 2017. Esses dados são de uma pesquisa realizada pela App Annie, que também prevê que esse mercado irá movimentar cerca de U$110 bilhões em 2018.  Só a Uber em 2016 gerou U$6 bilhões de receita. Criar um aplicativo para sua empresa, ou empreendimento, é uma forma de aumentar sua receita e melhorar sua relação com seus clientes.

Ao se estruturar o projeto para criar um aplicativo, alguns passos devem ser seguidos para facilitar o fluxo de ideias. Trouxemos 13 passos que irão nortear o projeto para criar um app de forma estruturada.

1. O primeiro passo para criar um aplicativo: Defina seus objetivos

Todo aplicativo precisa resolver algum problema, e de forma simples, já que a concorrência desse mercado é muito grande. Só na Apple Store já existem mais de 2 milhões de aplicativos que resolvem os mais diversos problemas. Comece o projeto respondendo a essas 3 perguntas:

Como ele irá facilitar a vida das pessoas?

Pense em qual problema seu aplicativo estaria resolvendo para seu usuário. Pense se a ideia é realmente funcional e se facilitará o dia-a-dia do seu público.

Qual o objetivo eu quero para meu aplicativo?

Você deve pensar a razão do seu aplicativo existir, porquê alguém precisaria dele.

Como ele será atrativo para os meus usuários?

Se imagine como um possível usuário para seu aplicativo. Liste tudo que te levaria a baixá-lo e a continuar usando.

Essas perguntas te darão um caminho para começar a criar um aplicativo. Todas as ações que você tomar devem ter em vista alcançar o objetivo traçado.

Escreva todas essas ideias em um papel ou computador, de forma que você não se esqueça nenhum detalhe. Toda a documentação será muito importante na hora do desenvolvimento.

2. Defina seu público-alvo e recolha feedbacks

Definir o público-alvo é essencial para criar um aplicativo e para facilitar a construção . Faça alguns questionamentos:

Quem gostaria de usar seu aplicativo?

Nessa pergunta é necessário que você entenda qual a idade, gênero, hábitos, estado conjugal e condição familiar (filhos ou não) do seu público.

Qual suas maiores necessidades, problemas e desejos?

Aqui você deve utilizar as informações levantadas na pergunta anterior. Questione o que seu público quer, o que eles precisam e quais são seus principais desejos.

Onde eles buscam informação?

Descobrir onde eles acessam e o que eles leem te ajudará a encontrá-los no próximo passo. Esses dados também serão importantes para a campanha de marketing de seu aplicativo, pois serão os canais que você também utilizará para se comunicar com eles.

Respondidas as perguntas anteriores, vá atrás de seu público. Use os canais de informação que eles mais acessam para encontrá-los. Converse com eles sobre o que eles esperam da sua ideia. Isso te fornecerá insights importantes para criar um aplicativo, alguns que provavelmente você não terá pensado na fase inicial.

A persona do seu negócio se estende ao seu aplicativo

Como um appp é desenvolvido para seus usuários, essa conversa é muito importante e já deixará pessoas interessadas. Elas podem até vir a ser os primeiros usuários de seu aplicativo.

3. Analise o mercado

Você já definiu como espera que seu aplicativo funcione, então é hora de procurar os concorrentes no mercado. Quem oferece funcionalidades parecidas com a do seu aplicativo? Quem tem o interesse no mesmo público alvo que o seu? Quem poderá representar uma ameaça?

Essas perguntas irão te ajudar a identificar os aplicativos do mesmo nicho de mercado. Identifique-os e crie uma lista com todas as empresas que poderão concorrer com você. Faça uma pesquisa, baseada nessa lista, no site e na página das lojas de aplicativo dessas empresas.

Essa etapa te dará alguns insights importantes para garantir uma boa experiência para seus usuários. Você deverá analisar os pontos positivos e negativos que os usuários de seus concorrentes citam. Certifique-se de que tudo que eles gostam esteja em seu aplicativo. Os pontos negativos são os que você deve tomar um cuidado especial, certificando-se de não cometer os mesmos erros na hora de programar o app.

Ao final dessa etapa, volte as suas anotações e adicione as ideias que foram boas e retire as que você viu que podem não agradar os usuários. Faça todas as modificações que julgar necessárias para que seu esboço fique impecável.

Essa análise de mercado é muito importante para criar um aplicativo seja melhor que o de seus concorrentes! Isso será um diferencial competitivo em relação a eles.

4. Faça um esboço do seu aplicativo

Pegue todas as ideias que teve nos passos anteriores e organize-as. Faça um esboço do que você espera que seja seu aplicativo. Aqui você poderá usar textos, imagens, desenhos e tudo que facilite o entendimento do que será seu aplicativo.

É nessa fase que várias ideias de funções dentro do seu aplicativo surgirão. Selecione as que mais se relacionam com o objetivo do seu aplicativo e com o que os usuários esperam.

Defina a forma de monetização do seu aplicativo. Ele será aberto para receber anúncios? Cobraremos uma taxa para que o usuário faça o download? Colocaremos opções de compra dentro do aplicativo?

Criar um esboço para seu aplicativo

Mantenha tudo documentado, assim como nos passos anteriores.

5. Faça seus Wireframes e sua Storyboard

Aqui é quando seu aplicativo realmente começará a tomar forma. Aqui você deve desenvolver seus Wireframes e sua Storyboard. Antes de criá-los, você deve pensar como um usuário do aplicativo, pensando em facilitar e simplificar o entendimento para eles.

Wireframe é um esboço de cada tela do seu aplicativo. Aqui você deve reunir todas as ideias anteriores e juntar com o que você imagina que será o design de cada tela. Como cada uma tem uma funcionalidade, nenhuma delas será igual a outra. Há uma lista de ferramentas para fazer suas Wireframes.

Dessas ferramentas, as que apresentam uma versão gratuita são: MockFlow, FrameBox e PenciProject. Experimente-as e escolha aquela que você achar mais fácil!

Storyboard é a maneira como essas páginas comunicam entre si, ou o fluxo entre cada uma das telas do seu aplicativo. Algumas ferramentas de Wireframe permitem criar esse fluxo, como a Fluid UI, que é uma ferramenta paga.

Wireframes para criar um aplicativo

Essa etapa será essencial para deixar claro como seu aplicativo funcionará.

6. Planeje o Back-end

Agora que você tem seus Wireframes e sua Storyboard definidos, eles se tornarão a base da sua estrutura de Back-end.

O Back-end é a programação que não será vista, mas que sem ela o aplicativo não funciona. Apenas o Layout aparece para o usuário, mas é a programação do Back-end que irá ler as entradas, como o log in, e te direcionará para a página de destino da ação.

É nessa etapa que devem ser definidos sua base de dados, seus servidores, API’s e soluções de armazenamento. É importante deixar todas as informações muito claras pois serão o Norte para todos que trabalham no projeto.

7. Valide seu modelo de aplicativo

Esse é o momento de conferir como andam as ideias e a criação de seu aplicativo. Peça para que pessoas que são próximas a você, aquelas que farão críticas sinceras a respeito do seu produto, testem-no. Você pode até pedir para seu público alvo, que você consultou no passo 2, para ajudar nessa etapa.

Analise a forma como eles navegam pelas telas do seu aplicativo, isso pode te dar muitos insights de melhorias. Receba bem as críticas que farão, pois o que queremos nessa fase é identificar todos os erros e melhorias do protótipo.

Tudo deve ser anotado, para que as modificações que melhorarão seu aplicativo sejam feitas. Agora que a estrutura e a fundação do seu App estão prontas, está na hora de começar a desenvolvê-lo.

8. Construa seu aplicativo

Agora está na hora de realmente construir seu aplicativo. Agora que todos os esboços já foram feitos e os testes realizados, temos algo que é próximo do nosso produto final.

Agora você, ou seu desenvolvedor, deve colocar os servidores, o banco de dados e tudo que você havia definido na fase de Back-end no ar. Não se esqueça de fazer as modificações que foram levantadas na fase de testes.

Uma conta de desenvolvedor nas App Stores deve ser criada nessa etapa. Sua aprovação pode levar alguns dias, então é muito importante que você a faça nessa etapa para não gerar atrasos no seu projeto.

9. Faça o design final das suas telas

Aqui é a hora de criar a UI, User Interface, do seu aplicativo. Todas suas Wireframes serão utilizadas por você, ou por um designer, para fazer a UI final de cada tela.

É crucial que você tenha anotado todos os comentários feitos pelos testers. Isso irá garantir que a interface do seu aplicativo estará de acordo com o que os usuários esperam.

É muito importante que seu designer seja experiente, assim ele desenvolverá todas as interfaces visando melhorar a experiência do usuário.

E lembre-se, o design não é apenas se o aplicativo é bonito ou não, é como o seu usuário vivencia experiências dentro do seu aplicativo!

 10. Faça mais um teste

Agora que todo seu Back-end já está construído e o design de todas as telas já estão prontas, é hora de fazer mais um teste!

Aqui você deve conferir se tudo está funcionando corretamente, já que você tem uma versão próxima da final. Testar se todas as conexões estão corretas, se o fluxo do usuário está de acordo com o proposto e se não tem nenhum bug em nenhum lugar do seu App.

Os testes são partes muito importantes para que seu aplicativo seja lançado perfeitamente. Então lembre-se de anotar todos os problemas que descobriu nessa fase.

11. Faça os ajustes necessários

Faça os ajustes na sua versão final. Certifique-se de que tudo que foi levantado de errado seja corrigido. Isso é muito importante para garantir uma experiência completa para seus usuários, e consequentemente aumentar a chance de sucesso do seu aplicativo.

12. Faça um teste beta

Para criar um aplicativo de qualidade, é importante passar pelo teste beta, que será a prova de fogo para avaliar se tudo foi feito corretamente. Nessa etapa, seu aplicativo será testado em um ambiente real.

Para realizar os testes para Android é simples. A Google Play Store não oferece restrição para a fase de testes de aplicativos. É só fazer o upload para a Play Store e você já estará testando seu produto em um ambiente real.

Realizar o teste beta ao se criar um aplicativo

Já na Apple Store você deverá usar uma plataforma primeiro, como a Testflight, para testar a versão beta do seu App. A Apple toma muito cuidado e deixa as instruções muito claras para quem testar os aplicativos. Você também pode convidar pessoas para testarem seu aplicativo pela plataforma.

Você deve sempre acompanhar os reviews de seus usuários para melhorar seu aplicativo.

13. Lance seu aplicativo

Agora que você já criou um aplicativo e ele passou em todos os testes é hora de colocá-lo para que todo mundo possa usufruir.

Lançar seu aplicativo não é simplesmente colocá-lo nas App Stores, você deve trabalhar seu marketing. Como você já sabe os canais que seu público alvo está inserido, invista no marketing para esses canais e divulgue o lançamento.

Colocar um código de Mobile App Analytics para monitorar seus canais de aquisição, o comportamento e tudo que o usuário faz dentro do seu App é muito importante. Melhorar continuamente e garantir uma experiência única para seu público fará com que seu aplicativo esteja sempre em alta.

Criar um aplicativo é um pouco trabalhoso e, como já falamos anteriormente, você deverá investir tempo e recursos para garantir o sucesso desse projeto.

Caso você não queira desenvolver sozinho, há empresas que podem desenvolver um aplicativo, com qualidade, para você. Empresas que são focadas no usuário e que já tem aplicativos de sucesso no mercado, como a UseMobile.

Se você tem alguma dúvida sobre como criar um aplicativo comente esse post ou entre em contato com a gente. Temos uma equipe pronta para te atender!


  • Daniel Madureira
  • Gerente de marketing
  • Mineiro de Divinópolis, amante do futebol e cruzeirense apaixonado. Adorador de tecnologia e marketing digital. Graduando em Engenharia de Produção. Gosta de uma boa resenha e de contos medievais nas horas vagas. Quem tiver interesse em saber mais é só seguir no Instagram @danielmadureira94

8 thoughts on “Como criar um aplicativo em 13 passos

  1. Oi! Se tenho uma ideia de app e a transfiro a uma empresa que a desenvolva, como a app mobile, que garantia tenho de que meu conceito não possa ser réplicado pela própria empresa?

    1. Oi Felicia, tudo bem?

      Gostamos muito da sua pergunta.
      Bom, legalmente existe um contrato que você pode assinar antes de iniciar a conversa com o diretor de negócios da empresa, o contrato “NDA”.
      Esse contrato registra que a empresa não pode replicar sua ideia. Aqui na Usemobile usamos ele quando um possível cliente marca uma reunião para contar sua ideia de app! No mais, se a empresa não possuir o contrato esperamos o bom senso e a ética dos envolvidos!
      Espero ter ajudado!

      Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *