Outsourcing de desenvolvimento de software: como e por quê?

Tags:    

A terceirização de TI engloba muitos serviços que podem ser prestados, da infraestrutura ao desenvolvimento. Quem recorre a ela obviamente quer desfrutar dos benefícios que a prática oferece. Afinal, empresas como Slack e GitHub adotaram o outsourcing de desenvolvimento de software por se tratar de uma estratégia interessante para os negócios delas.

Este artigo vem para responder o que é e o porquê de empresas adotarem o outsourcing de desenvolvimento de software.

O que é outsourcing de desenvolvimento de software?

A palavra inglesa “outsourcing” significa “terceirização”, logo, se trata da terceirização do desenvolvimento de software. Em termos práticos, contratar uma empresa especializada para desenvolver uma aplicação para a sua empresa.

Softwares são quaisquer programas que rodam em dispositivos, sejam computadores, consoles ou mobiles. Dessa forma, podem ser terceirizados o desenvolvimento de softwares desktop, aplicações web, jogos e aplicativos para celular.

Por que empresas terceirizam o desenvolvimento de software?

Foco no negócio e otimização de tempo

Embora as empresas visem solucionar problemas, todas elas buscam o lucro. Este foco na estratégia de negócios é o que chama atenção para o outsourcing de desenvolvimento de software. Isso porque é mais fácil demandar de alguém do que investir tempo executando algo que outros podem desempenhar mais rápido — e melhor.

No caso de empresas, seria necessário parar o time de TI, caso exista, para este novo backlog; ou recrutar novos profissionais. 

Recrutamento e redução de custos

A grande problemática no recrutamento é o desafio da procura, visto que existem poucos desenvolvedores comparada à vastidão de oportunidades de emprego. Logo, sua empresa deve constituir um cenário atraente para atrair novos talentos, competindo, inclusive, com as empresas que vendem serviços de desenvolvimento.

Dessa forma, recrutamento e seleção representa tempo e investimentos que poderiam ser economizados e investidos no outsourcing de desenvolvimento de software. Ou seja, a terceirização economiza tempo e dinheiro.

Afinal, sua empresa estaria pagando pelo extenso tempo de trabalho do setor de recrutamento, pelo salário dos funcionários (sua empresa precisaria de mais de um), treinamentos e os encargos sociais que representam 37% do salário líquido.

Além de que o relacionamento pode ser encerrado sem grandes burocracias.

Segurança e experiência

Mais do que isso, contratar uma empresa desenvolvedora é mais seguro nos sentidos de confiabilidade, habilidades e experiência. Afinal, processos seletivos já foram realizados e projetos desenvolvidos. Assim, o know how necessário para o projeto da sua empresa já é garantido.

A empresa de desenvolvimento fará tudo aquilo que estiver planejado para a aplicação. Portanto, todos os requisitos de software, identidade visual e afins serão seguidos.

Tecnologias atualizadas

Empresas que trabalham com o desenvolvimento de software devem se manter atualizadas sobre as novas tecnologias. Caso contrário, elas têm muito a perder na estratégia de diferenciação competitiva.

Isso significa que as boas práticas de desenvolvimento são aplicadas e é garantida a qualidade no produto final com o know-how constantemente renovado.

Gestão

O time responsável pelo desenvolvimento do seu software ficará sob gestão da empresa a que pertence.

Logo, toda a orientação de backlogs, encaixe do projeto dentro do orçamento, engajamento da equipe e outras habilidades de gestão ficam por conta da terceirizada.

Contratos de terceirização de software

Cada projeto de desenvolvimento exige um escopo e tempo de dedicação diferenciados. Para atender as exigências, devem ser realizados contratos adequados às demandas.

São eles:

  • Body Shop ou Staff Augmentation: aluguel de desenvolvedores para trabalhar sob gestão da sua empresa como se fossem profissionais in-house;
  • Time dedicado: aluguel de horas mensais de desenvolvimento exclusivamente para a sua empresa, sob gestão da terceirizada;
  • Contrato por escopo: contratar o desenvolvimento de projetos de escopo aberto e fechado, ambos com prazos de finalização definidos.

O Body Shop é uma alternativa ao outsourcing de TI, sendo que as principais diferenças estão no volume de profissionais, os agentes por trás da gestão deles e o tempo de desenvolvimento do projeto.

Enquanto isso, o time dedicado — também chamado de squad dedicado ou alocação de time — é uma derivação do contrato de escopo aberto. No entanto, a dedicação exclusiva é por tempo indeterminado ou longo prazo (um ano para mais).

Os riscos do outsourcing de desenvolvimento de software

Existem alguns riscos para a parceria de desenvolvimento de software. Todos eles possuem suas respectivas soluções que virão após o levantamento destes riscos. Afinal, um relacionamento de TI duradouro tem lá os seus segredos.

Siga a leitura!

Comunicação

Em exceção o body shop de TI, os moldes de time dedicado e contratação por escopo têm risco de problemas com a comunicação. Em função da gestão do projeto nas mãos da terceirizada, informações podem se perder no caminho.

Além disso, a possibilidade de contratar empresas de outros países oferece desafios quanto aos fusos horários, cultura e idiomas diferentes. Por isso, escolha a empresa de desenvolvimento que garanta o alinhamento contínuo e que quebre com essas três barreiras.

Além disso, esteja sempre com as ferramentas de gestão por perto.

Compreensão sobre o projeto

É plausível que você não conheça de softwares e sinta dificuldade para elaborar o escopo do projeto, até porque seu negócio pode não ser de tecnologia. Portanto, é importante que os requisitos de software e as visões sobre o produto estejam bem alinhados para que não exista divergências entre sua empresa e a desenvolvedora.

Assim, é muito interessante que a ideação do projeto seja feita sob orientação ou em conjunto com a empresa de desenvolvimento de software. 

Segurança

Considerando que um órgão terceiro estará contribuindo para a sua empresa, informações internas serão repassadas para que o desenvolvimento se alinhe. Logo, há o risco de vazamento de dados.

Para se prevenir e evitá-los, você deve procurar por uma desenvolvedora que garanta segurança das suas informações e que tope assinar um contrato de confidencialidade. Você também pode adotar políticas de governança orientadas à LGPD, conforme orienta, em podcast, o supervisor de compliance, Paulo Barros.

Como escolher o parceiro ideal?

Alguns pontos de atenção já foram mencionados ao longo do artigo, mas os trarei novamente para facilitar e com adicionais.

Procure por empresas de outsourcing de desenvolvimento de software que:

  • Se comuniquem com você e sua empresa de forma ativa e frequente;
  • Esteja bem alinhada com as necessidades do seu projeto;
  • Possua a experiência e as habilidades necessárias;
  • Garanta a proteção das informações da sua empresa;
  • Te instrua a montar o escopo do projeto;
  • Se mostre ser a verdadeira solução para a sua empresa.

Todas essas qualidades e outros requisitos fazem parte da Usemobile. Se for do seu interesse desenvolver softwares mobiles, envie um pedido de orçamento

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Tópicos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa newsletter

Junte-se a mais de 62.000 mil assinantes e tenha acesso a conteúdos exclusivos