conheca-as-etapas-do-desenvolvimento-de-um-aplicativo

Conheça as etapas do desenvolvimento de um aplicativo

Com o crescimento do mercado e os altos investimentos no setor de aplicativos, produzir um app tem ficado cada vez mais comum.

Além da facilidade e agilidade que os apps oferecem, segundo uma pesquisa 95% do mundo utiliza aplicativos como o WhatsApp, por exemplo.

Se está em seus planos o desenvolvimento de um aplicativo, é necessário então entender como essa logística funciona. Para isso, separamos um passo a passo que irá te auxiliar nos processos burocráticos e práticos da produção de um app.

Qual o primeiro passo?

Você já tem sua ideia de aplicativo estruturada, agora é hora de buscar uma boa empresa para fazer o desenvolvimento do app.

Esse é o tipo de busca que fará diferença na produção e no resultado final do seu produto. 

Fazer diferentes orçamentos e conhecer minimamente a história daquela organização, pode ser um diferencial. Pesquise quais projetos foram desenvolvidos lá e qual é feedback desses produtos nas lojas de aplicativos.

Certifique-se que você terá direito a um contrato de confidencialidade, somente assim é possível garantir que sua ideia não será prejudicada de alguma forma.

Além dessas observações você deve conhecer quais são as pessoas que irão produzir seu app.

Estar próximo da empresa ou dos próprios desenvolvedores pode oferecer uma maior segurança tanto para você, que acompanhará o trabalho de perto, quanto a organização que saberá a melhor maneira de desenvolver seu app.

Empresa encontrada, e agora?

Após encontrar a empresa com a qual você se identifica é hora de negociar. O primeiro passo é a assinatura de um contrato de prestação de serviço.

Neste contrato são definidas datas de entrega para o desenvolvimento de um aplicativo, limites de alterações, valores, forma de pagamento e separação de responsabilidades.

Essa é uma das partes mais importantes no processo de desenvolvimento de um aplicativo, o que for decidido neste contrato valerá até a etapa final de produção do seu app.

Definir o que é nossa responsabilidade, ou seja, o que faz parte das atividades da empresa, e o que ficará por conta do cliente é importante, além de uma divisão de tarefas as posições ficarem bem acertadas é meio caminho andado na hora de produzir.

Podem existir alguns gastos extras, e caso houver essa projeção será neste contrato que estará especificado caso a caso.

O envio desse tipo de acordo é de responsabilidade da empresa. Aqui na Usemobile é enviado um exemplo padrão que será adaptado de acordo com as particularidades de cada projeto.

Existem alguns casos em que o acordo se dá de empresa para empresa. Dessa forma, é possível que algumas organizações já tenham um contrato padrão de prestação de serviço. Neste caso, é adotado o melhor para as duas empresas e sempre será adaptado para atender as demandas necessárias.

Após o fechamento do contrato é feito um levantamento de requisitos para criação do escopo. Esse documento será o objetivo do projeto.

Nele serão definidas todas as funcionalidades e regras de negócio que o projeto precisa ter, todos os requisitos funcionais e não funcionais.

Essa parte será responsável por definir o nome do projeto, funções como: login, perfil e feed. Como essas são funcionalidades que variam muito de acordo com o projeto, essa etapa é construída separadamente.

Dúvidas Frequentes no desenvolvimento de um aplicativo

  • Contrato fechado, detalhes sendo pensados, mas como fica as reuniões?

Uma das principais dúvidas na hora de contratar uma empresa de aplicativos é sobre ter que ir a empresa para fazer reuniões presenciais em todo encontro sobre o app.

É importante ressaltar que não é obrigatório que essas reuniões ocorram de modo presencial, mas é importante ao menos uma delas serem feitas pessoalmente.

Até porque essa logística facilita a conversa e evita grande porcentagem de erros por falta de comunicação ou não entendimento.

Fazemos essas reuniões para que seja possível alinhar a expectativa do cliente com o projeto final, além de conseguir que o desenvolvimento de um aplicativo seja o mais detalhista possível.

Em algumas situações é necessário não que o cliente venha até a sede da nossa empresa, mas que nossa equipe o visite. Assim, é possível observar, entender o processo de serviço, sua rotina e quais são os processos da empresa.

  • E os detalhes dos aplicativo, quem decide quais serão?

No desenvolvimento de um aplicativo normalmente as empresas que nos procuram já possuem claramente as funções, requisitos ou servidores que serão usados.

Isso porque eles já possuem uma pesquisa de mercado e o desenvolvimento do app parte de uma necessidade. Ou seja, como se fosse uma expansão de um site ou facilitador de serviços dessa empresa.

Em alguns casos pode ser sugerido alguma alteração ou até mesmo adaptação, diante de um estudo posterior. Essa etapa de funcionalidades é muito particular e deve ser analisada caso a caso.

Quando a ideia de aplicativo parte de uma pessoa, ou de um novo negócio, por exemplo, as funções podem ser definidas em conjunto.

Isso porque essa estrutura de planejamento ainda será criada na hora do desenvolvimento de um aplicativo.

  • Depois da definição de detalhes quais são as responsabilidades do cliente?

Essa é uma questão muito variável. Depende muito do tipo de cliente, e quais são suas necessidades básicas.

Existem casos em que é preciso preparar o servidor particular para que o mesmo possa oferecer informações para o funcionamento do app, por exemplo. Enfim, as situações são variadas e difíceis de serem previstas.

Essa questão da responsabilidade irá depender em quanto tempo os clientes entregam/definem suas regras de negócio, a identidade visual, dados, arquivos que serão fundamentais para a produção e dependem única e exclusivamente deles.

Após a etapa da pergunta anterior o que sobra de responsabilidade para o cliente?

Depois de tudo entregue e bem definido, o trabalho começa e as principais responsabilidades são da empresa desenvolvedora.

Etapas de produção e testes

Agora que os contratos estão resolvidos e já se tem uma ideia geral de como deverá ser o aplicativo é hora da produção.

O tempo de desenvolvimento de um aplicativo pode variar e depende de fatores como: tamanho, complexidade, número de funções e informações.

Aqui na Usemobile o tempo médio para a entrega é de 3 meses para projetos como MVP, e 5 meses para projetos de empresas ou que sejam um pouco mais complexos. A produção pode chegar até 1 ano se houver necessidade de plataformas operacionais e sistemas mais complexos.

Nesse processo de produção a figura do cliente tem participação ativa. Ele é o maior conhecedor do negócio e, quanto mais existir essa proximidade, melhor será o resultado final.

Geralmente a cada duas semanas são feitas entregas parciais do desenvolvimento. É importante que o cliente não somente aprove, mas também teste e ofereça um feedback sobre cada entrega realizada.

Ao final do desenvolvimento de um aplicativo são feitos testes gerais com usuários reais para analisar o aperfeiçoamento do produto.

Passo a passo da produção

Para facilitar seu entendimento, separamos uma lista de atividades de como é feito o desenvolvimento de um aplicativo. Esse plano de ação nem sempre é seguido à risca, existem casos particulares de cada projeto. Veja:

  1. Reunião para definição de escopo e do cronograma
  2. Criação do layout/interface. Caso o app não tenha identidade visual antes dessa etapa é feito o logo e a identidade.
  3. Documento de teste. Essa etapa é feita em paralelo a 2, é um documento que mapeia os testes que precisam ser feitos para garantir o sucesso das definições e requisitos que foram levantados.
  4. Reunião com a equipe do projeto para alinhar o desenvolvimento do aplicativo ou sistema. Nessa etapa também são definidos os itens que serão entregues em cada SPRINT, ou seja, as entregas semanais realizadas de 2 em 2 semanas.
  5. Início do desenvolvimento
  6. Análises dos testes realizados. Ao fim de cada SPRINT um analista de qualidade faz testes sobre o que foi desenvolvido.
  7. Versão final do aplicativo. Após todos os teste realizados é entregue uma versão final que também passará por mais teste, a fim de garantir a qualidade do produto.
  8. Documento de homologação. Este documento descreve todas as funcionalidades do app. Quais foram os testes feitos em cada funcionalidade, documenta a estrutura do aplicativo tanto técnica, quanto funcional. Estando de acordo o cliente assina, e a partir deste momento o aplicativo é dado como entregue.

Tudo pronto, e agora?

Agora que todos os processos produtivos foram realizados e já temos a versão final do app, vamos ao próximo passo.

Após o desenvolvimento de um aplicativo é necessário adicioná-los nas respectivas lojas virtuais, Google Play e Apple Store.

Para isso é preciso que cada cliente crie sua conta em cada loja e a partir daí a empresa de desenvolvimento auxilia no processo de submeter os apps.

Para que fique claro como se dá o processo em cada uma das lojas virtuais, preparamos um checklist.

Google Play:

  • Criação de um banner horizontal
  • Criação de banners verticais
  • Definição das palavras-chave
  • Produção da descrição curta
  • Produção da descrição longa

Com esses dados separados e preenchidos o aplicativo está pronto para ser enviado para Google Play. Após o envio pode ser necessário um momento de espera para a aprovação do aplicativo na loja.

Apple Store:

O processo na Apple pode ser um pouco mais complexo. Além das informações e imagens básicas, muito semelhante com a Google, é preciso mais dados.

  • Criação de um banner horizontal
  • Criação de banners verticais
  • Definição das palavras-chave
  • Produção da descrição curta
  • Produção da descrição longa

Após a definição dos aspectos básicos é preciso informações sobre:

  • Versões do aplicativo
  • Dados do desenvolvedor
  • Acesso de teste
  • Informações sobre indicação do aplicativo

Essas questões que devem ser informadas para a Apple são disponibilizados por nós da empresa, bem como as imagens necessitadas.

Em alguns casos específicos ambas as lojas podem pedir documentos extras, que comprovem que a pessoa responsável pelo app realmente sabe de sua existência. Essa burocracia garante que não haja fraudes ou problemas ideológicos no futuro.

Como acaba o desenvolvimento de um aplicativo?

Com o aplicativo funcionando, começa a parte de divulgação e lançamento do marketing para o mundo externo.

Existem algumas empresas, como nós da Usemobile, que além do processo de desenvolvimento também oferece o trabalha de lançamento de aplicativos.

Caso haja algum problema no futuro com o app a empresa se responsabiliza a resolver, mas em casos de atualização de sistemas operacionais é necessário uma nova avaliação e orçamento.

Agora que você já conhece o processo de desenvolvimento de um aplicativo, sobrou alguma dúvida? Caso queira, é só deixar nos comentários!

Ficou animado para desenvolver seu próprio app? Peça agora seu orçamento.


  • Laryssa Gabellini
  • Analista de redes sociais e marketing digital
  • Aquela mistura do "erre" do interior com o jeitinho mineiro de ser. Graduanda em Jornalismo pela Universidade Federal de Ouro Preto. Curiosa, falante e alegre. Acredita muito em energia e conexão. Tem a gratidão como um exercício diário. Se viu apaixonada por comunicação e todo o universo agitado e dinâmico do Marketing. De sorriso fácil e conversas longas, dessa forma vai levando a vida.