Como criar um aplicativo de telemedicina?

3 minutos, essa é a média de tempo que um paciente espera para se conectar a um médico usando um aplicativo de telemedicina. No dia 4 de março de 2019, o Conselho Federal de Medicina (CFM) aprovou o exercício da medicina mediado por tecnologias. Assim, abrindo as portas para os aplicativos de telemedicina.

Então, o que é preciso para começar o desenvolvimento de um aplicativo de telemedicina? Vamos descobrir.

O que são aplicativos de telemedicina?

Aplicativos de telemedicina permitem consultas de vídeo rápidas com especialistas. O aplicativo oferece consultas 24/7 e funciona em smartphones, tablets e computadores. Durante uma conferência de vídeo com um médico, o paciente fala seus sintomas, e recebe uma consulta completa, recebe um diagnóstico, e até uma prescrição ou, em alguns casos, recebe uma lista de testes de laboratório a serem feitos. Entre as condições mais comuns os pacientes utilizam o app para resfriados ou gripes, infecções urinária e alergias.

Como podemos ver acima, o processo é simples. Simplicidade é uma das principais razões pela qual os pacientes amam esse app. Abaixo alguns números que refletem a popularidade e sucesso dos aplicativos de telemedicina ao redor do globo.

Os desafios dos aplicativos de telemedicina

Construir um aplicativo de telemedicina, como qualquer aplicativo médico, envolve certos desafios, incluindo segurança e conformidade legal. Esta é uma breve visão geral do que você deve ter em mente ao iniciar o desenvolvimento do aplicativo de telemedicina:

1 – Segurança

Informações de saúde particulares são confidenciais. Aplicativos de telemedicina coletam e armazenam informações e, naturalmente, isso faz com que os clientes se perguntem se seus dados estão em um local seguro e quem tem acesso a eles.

Solução: Para proteger os clientes, você deverá implementar alguns fatores de autenticação como identificação biométrica (ou facial) e terá que encriptar os dados. Essas medidas aumentam a segurança do app e protege os dados.

2 – Falta de confiança

Outra preocupação é sobre a qualificação dos médicos. Pacientes querem ter certeza que eles estão sendo atendidos por um profissional qualificado, não um recém graduado na universidade.

Solução: Testimoniais dos pacientes e um sistema transparente de avaliação podem conversar os clientes.

3 – Complicações com a legislação

A Resolução nº 2.227/18, do Conselho Federal de Medicina (CFM), só permite que a teleconsulta seja realizada depois de uma primeira consulta presencial. A consulta só é permitida se o paciente estiver em uma região remota e acompanhado por um profissional da saúde.

Solução: O aplicativo Docway apresentou uma boa solução. Esse aplicativo funciona de forma similar a aplicativos tipo uber. Nele com apenas alguns cliques você consegue encontrar um médico próximo para consulta, além disso, ele possui toda facilidade de pagamento que existe no Uber. Então, o insight é unir essa funcionalidade com todas as outras de telemedicina. O app vai conectar médicos e pacientes na primeira consulta presencial da mesma forma que o Docway, e providenciará uma segunda consulta online, facilitando assim a vida dos pacientes e dos médicos.

Porque aplicativos de telemedicina são populares?

Algumas das razões pela qual os apps de telemedicina tem um grande potencial é pela as vantagens que eles já oferecem aos pacientes e aos médicos.

Benefícios que atraem os pacientes

  • Conveniência – Fazer consultas com antecedência, ir a uma clínica e esperar em uma fila longa não é a maneira mais conveniente de obter assistência médica. 74 por cento dos pacientes preferem acesso fácil aos serviços de saúde pessoalmente. Este número é maior em áreas rurais e remotas.
  • Poupar tempo e tratamentos mais rápidos – Os pacientes, além de poupar o tempo que teriam se locomovendo, podem iniciar o tratamento o quanto antes.
  • Histórico médico na palma da mão – Mesmo no mundo moderno, é difícil ter acesso ao seu histórico médico. Um aplicativo de telemedicina permite aos pacientes ver seus históricos e enviarem para outros membros da família, ou mesmo para outro médicos com o fim de melhor diagnóstico.

Benefícios que atraem os médicos

  • Flexibilidade – De acordo uma pesquisa, 20% dos médicos e psiquiatras trabalham 60 a 80 horas semanais. Com um app de telemedicina, os médicos serão capazes de escolher seu próprio horário.
  • Menos trabalho administrativo – Em um hospital, grande parte do dia de um médico é gasto com documentos e tarefas administrativas. Como resultado, os médicos examinam menos pacientes e precisam ficar depois do trabalho para preencher toda a papelada. Um aplicativo de telemedicina minimiza a papelada e automatiza muitas tarefas.
  • Mais pacientes e maior receita – Menos papelada significa mais pacientes. E mais pacientes significam maiores receitas.

Principais recursos de um aplicativo de Telemedicina

Se você está pensando em começar a desenvolver um aplicativo de telemedicina, você terá que ter em mãos uma lista com os principais recursos. Uma plataforma de telemedicina possui diferentes interfaces, cada uma com sua própria lista de recursos, para médicos e para pacientes.

Principais recursos para pacientes

Perfil

Para criar um perfil, o paciente digita seu nome, endereço, sexo, idade, histórico médico e outros dados cruciais necessários para iniciar o processo de tratamento.

Agendamento de consultas

Um usuário pode ver uma lista de médicos, ver seus perfis e marcar uma consulta com o médico que escolher. Esse recurso é um dos mais importantes, pois fornece aos pacientes informações sobre a disponibilidade de um profissional e permite a reserva de um horário adequado para eles.

Videoconferência

Pacientes usaram esse recurso quando eles precisarem de um médico para examiná-los. Eles irão fazer uma análise inicial via vídeo, por isso a qualidade da chamada é muito importante. O diagnóstico adequado e o tratamento preciso dependem de uma boa conexão e de uma imagem nítida.

Chamadas por voz

Já problemas para psicológicos, algumas pessoas preferem não serem vistas e por isso optam por comunicação sem video. Para esse propósito, o aplicativo tem que oferecer chamadas por voz. Isso cria um canal seguro para pessoas que se sentem envergonhadas de falar sobre algum problema, ajudando-as a conseguir assistência qualificada.

Armazenamento do histórico médico em nuvem

Uma vez que criada uma conta, o paciente ganha um histórico médico eletrônico que contém as informações sobre ele, incluindo dados médicos e o histórico de comunicação. Se necessário, esses dados podem ser compartilhados com outro especialistas ou mesmo um membro da família.

Lembretes e registros de medicamentos

O aplicativo guarda todas a prescrições que um médico escreveu. Além disso, o app envia notificações para lembrar os pacientes de tomar seus remédios.

Chat in-app

O paciente poderá usar um chat seguro dentro do app para contactar um médico para uma pergunta urgente, para receber uma segunda consulta, ou se ele tiver qualquer questão sobre os medicamentos.

Gateway de pagamentos

Um app de telemedicina permite ao paciente pagar com a forma que lhe for melhor conveniente.

Avaliação e reviews

Após ser consultado ou após a recuperação, o usuário pode avaliar o médico e deixar um review. Este recurso ajuda novos pacientes a terem melhores escolhas na hora em que estão buscando assistência.

Recursos para médicos

Perfil

Um médico precisa fornecer seu nome, endereço, foto, especialização e disponibilidade. Eles também podem fornecer informações sobre sua experiência e educação.

Agenda

Os médicos podem fazer alterações em seus cronogramas com base em sua disponibilidade.

Gerenciamento de consultas

Os médicos podem ver sua lista completa de compromissos e aceitá-los ou rejeitá-los.

Chamadas de vídeo em tempo real

As videochamadas ajudam os médicos a examinar os pacientes com mais precisão. Um médico pode pedir a um paciente para mostrar sua pele ou garganta, por exemplo, para ver uma lesão de perto e fazer um diagnóstico.

Os médicos também podem usar chamadas somente de voz e opções de bate-papo internas para se comunicar com os pacientes.

Acesso ao históricos médicos eletrônicos

Os médicos têm acesso aos registros médicos de todos os seus pacientes sempre que precisarem.

Prescrições digitais

Permite que os médicos prescrevam medicamentos diretamente no aplicativo. Os pacientes podem usar essas prescrições para comprar medicamentos ou para obter outros serviços de saúde em estabelecimentos médicos.

Conclusão

Existem desafios no âmbito legislativo, porém vemos que cada vez mais as leis evoluem para se adaptar às novas tecnologias que surgem. Esse tipo de aplicativo pode ser uma grande oportunidade de negócio além de ser uma nova maneira de melhorar o setor da saúde.

A Usemobile conta com uma equipe especializada em desenvolvimento mobile, além disso, possui expertise em aplicativos desse escopo. Se deseja receber um orçamento de um aplicativo de telemedicina entre em contato.


  • Vitor R. Galante
  • Gerente de Marketing
  • Viciado em novas tecnologias, adoro e me entusiasmo com novidades. Escrever artigos sobre os mais diversos temas tecnológicos me traz paz de espirito. Morar, trabalhar e estudar em Ouro Preto me fez entender que tradição e inovação podem sim andar juntas.

2 comentários no post “Como criar um aplicativo de telemedicina?

  1. Quero montar uma empresa de Telemedicina, preciso de indicação de uma empresa com experiência em montar este serviço.
    Inclusive gostaria de fornecer Laudos para outras empresas por Telemedicina . Entre em contato comigo (33) 9 9110-8733

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *