O que é um gateway de pagamento?

Se um aplicativo possui a opção de fazer compras dentro dele, provavelmente, ele possui um gateway de pagamento. Estes softwares possuem um grande papel na economia digital e sem eles, talvez, muitos dos nossos apps favoritos jamais existiriam.

Quando os cartões de créditos surgiram, revolucionaram nossa maneira de comprar. Os processos de compra se tornaram mais rápidos devido a eliminação do troco, agora você realmente paga 1,86 por um produto. O tempo passou, e até mesmo o cartão está se tornando obsoleto. 

Saiba abaixo o que é um gateway de pagamento e, como funciona, como escolher, quais são os benefícios em usá-lo e quais são os principais encontrados no Brasil.

Gateway de pagamento: o que é?

Um gateway de pagamento é, basicamente, uma API que gerencia transações online, como se fosse uma maquinha de cartão virtual.

Como funciona um gateway de pagamento?

É bem simples, você envia a ordem de pagamento e o sistema cuida para que o dinheiro chegue ao remetente. Usando a analogia acima, a máquina de cartão, independente da bandeira ou banco do seu cartão, faz a comunicação com o adquirente (bandeira) e executa a transação. É exatamente assim que um gateway funciona.

Devido ao checkout transparente (explicaremos logo abaixo), os gateways de pagamento são ótimos para se criar uma experiência de compra única. Diferente do seu irmão intermediador de pagamento, com um gateway você não precisa sair da plataforma que está usando para finalizar a compra.

De certa forma, se tornou inevitável usar um gateway de pagamentos em aplicativos ou sites. Apesar de que, no caso dos aplicativos, ambos os sistemas operacionais (Android e iOS) possuem opções para que os desenvolvedores implementem compras.

Desambiguação: gateway x intermediador

Há uma grande confusão entre essas duas soluções. Mas é muito fácil de diferenciá-los: se no último passo da sua compra você foi redirecionado para outro site (como Pagseguro, Paypal e MercadoPago), você está utilizando um intermediador de pagamento. Agora, se você finalizou a sua compra dentro do app/site, então você acabou de utilizar um gateway de pagamento.

Quais os benefícios em se usar um gateway de pagamentos?

Lojas de comércio eletrônicos e aplicativos mobile de qualquer tipo podem conseguir diversos benefícios com a contratação de um gateway de pagamento. 

Integração

O gateway de pagamento pode ser facilmente integrado, não apenas ao seu aplicativo, mas a outras ferramentas e soluções, incluindo softwares antifraudes — elemento obrigatório em qualquer tipo de empreendimento digital.

Split

Este é um recurso amplamente usado em marketplaces e em aplicativos de mobilidade urbana. É bem simples: de toda transação feita em um aplicativo tipo Uber, uma % fica com o motorista e a outra com o dono do app, quem faz essa divisão? Resposta rápida: um gateway de pagamentos.

Checkout transparente

Sabe aquele momento final o qual você coloca os dados pessoais e do seu cartão para concluir a compra? Este é um passo muito importante da jornada de compra. Um checkout longo e complexo faz com que os clientes desistam da compra no último passo. E aí que o checkout transparente entra em ação. Com um gateway implementado o último passo da compra é feito totalmente dentro do site/app. Tornando o processo de compra muito mais simples!

Pagamento recorrente

Um gateway oferece serviço de pagamentos recorrentes. Isto é, se você possui um serviço de assinatura como netflix, o gateway que faz as cobranças automaticamente.

Dados de inteligência

Todo facilitador de pagamentos fornece dados para que os desenvolvedores possam organizar-los em um painel administrativo. Dessa forma, se você possui um site ou um aplicativo, você terá total controle das finanças relacionadas ao seu negócio.

Como escolher um gateway de pagamento?

O primeiro passo é óbvio: o preço. Se o serviço não se adequar a sua realidade financeira, ele pode inviabilizar o seu projeto. Mas não se prenda somente a isso. Outro ponto muito importante é a segurança.

Um gateway deve ser seguro, portanto certifique-se de que você está contratando um serviço que possua um certificado PCI Compliance. Essa certificação garante que este gateway está em conformidade com as regras das indústrias de cartões, podendo realizar a transação de dados do cartão dos clientes de forma segura.

Certamente, o preço é sempre o fator chave na hora de se escolher um gateway. Entretanto, você deve sempre ponderar entre os dois fatores. Afinal de contas, você está lidando com diversos dados pessoais e não oferecer segurança aos seus clientes pode lhe colocar em uma péssima situação.

Gateways mais utilizados no Brasil

Não analisaremos as taxas, Não analisaremos as taxas, pois elas são negociáveis durante a contratação. Por isso, iremos apenas apresentar os principais gateways brasileiros que atuam no mercado hoje.

Iugo

A Iugo.com é uma plataforma que oferece diversas soluções em pagamentos online além do gateway. Com 7 anos de mercado,  empresa já mediou mais de R$ 3 milhões de reais de pagamentos — segundo o fundador da startup, Patrick Negri.Sem dúvida que ela é uma das maiores empresas brasileiras do setor. 

Pagar.me

A Pagar.me é um dos braços da Stone.co (maquinas de cartão). Atua no mercado desde 2014.

Wirecard (Moip)

Fundada em 2007, o Moip foi um dos precursores em pagamentos online no Brasil. Em 2016 foi comprada pela Wirecard.  

E aí?

Se você fosse criar um aplicativo, ele teria um gateway de pagamento? Deixe sua resposta nos comentários! Aproveite para conhecer outra forma de pagamento dentro dos aplicativos, dessa vez através de códigos QR.


  • Vitor R. Galante
  • Gerente de Marketing
  • Viciado em novas tecnologias, adoro e me entusiasmo com novidades. Escrever artigos sobre os mais diversos temas tecnológicos me traz paz de espirito. Morar, trabalhar e estudar em Ouro Preto me fez entender que tradição e inovação podem sim andar juntas.

2 comentários no post “O que é um gateway de pagamento?

  1. Estou a procura de um bom gateway de pagamento é que tenha a solução Split. Criei um aicativo de unidade e não vendo nenhum produto apenas cobro pelo uso dividindo uma porcentagem ao parceiro que indicou meu app.. O problema é que não estou conseguindo integrar o App o que está atrasando o lançamento na Play Store.
    Eu não tenho CNPJ., mas penso que isso não deveria ser um i.pecilio nem para empreender nem para criar novas soluções.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *