CIO: 9 prioridades de TI para investir em 2020

Todo ano se inicia com as especulações das principais tendências para o momento, independente do segmento. Não é diferente com a tecnologia. Afinal, espera-se que cerca de 4 trilhões de dólares serão gastos em Tecnologia da Informação somente em 2020, conforme a Gartner. Enquanto 2019 teve um declínio de 2,7% no orçamento de TI, o ano sucessor apresenta um crescimento de 3,4% em relação. Essa informação explicita que existem prioridades de TI para investir e alavancar os negócios.

O software como serviço (SaaS) é a área de TI que possui a maior expectativa de crescimento, especialmente quanto aos softwares corporativos. Isto é, considerando a transformação digital, a necessidade desses programas internos dão claros sinais de mudanças nos planos de negócios das empresas, tornando-os digitalizados.

Expandir a TI das empresas vai além de uma questão estratégica para facilitar as atividades do negócio, pois se trata também da adaptação ao novo cenário de mercado que estamos nos inserindo, cuja tecnologia está cada vez mais integrada.

Por isso, separei aqui as prioridades de TI para todo CIO investir em suas empresas. Vamos conferir?

1- Analytics Business

De acordo com a Forbes, até 2020 haverá mais de 50 bilhões de dispositivos conectados. Somado isso com o fato de que um novo dado é produzido a cada segundo, há muita informação sendo produzida e que pode ser aproveitada para os negócios. Dessa forma, o Analytics Business será a metodologia ideal para fazer um bom aproveitamento do Big Data.

Baseado em análises preditivas e algoritmos análiticos, o Analytics Business pode oferecer muitos insights para os negócios, tornando-os facilmente interpretados e eficientes. Essa com certeza é uma grande prioridade de TI.

2- Gerenciamento de risco e segurança da informação

Ao passo que o compartilhamento de dados entre dispositivos aumenta, maiores são os riscos de invasão ou possibilidades de brechas. Tendo em vista que o SaaS é uma das tendências, e também uma das prioridades de TI, como veremos adiante, é imprescindível que seja garantida toda a segurança acerca do fluxo de dados.

Isso também se faz importante visto que existem políticas de proteção de dados já em vigor. Na Europa está em vigência a GDPR, enquanto que no Brasil será implementada a LGPD até agosto de 2020, caso a PL que adia a data não seja aprovada a tempo.

3- Machine Learning e Inteligência Artificial

A experiência do cliente também pode estar relacionado com a IA e machine learning, uma vez que os algoritmos podem ser treinados para oferecer conteúdos personalizados, assim como vimos nas redes sociais e na Netflix, por exemplo. As recomendações de séries e filmes baseados na preferência do usuário acontece porque o algoritmo foi desenvolvido para aprender os hábitos dos usuários e “pensar” como humano.

São infinitas as possibilidades para a IA e machine learning, visto que são aplicáveis em qualquer segmento. A IMB, líder em inovação, desenvolveu seu sistema de IA para que os negócios possam desfrutar dos benefícios da plataforma Watson. Isso tem tudo a ver com Business Analytics, já que que os algoritmos podem aprender a melhor forma de interpretar os dados e, assim, aplicar aos negócios.

Portanto, é impossível direcionar um uso específico para essa tecnologia, pois ele será pautado com base na prioridade de TI de empresa para empresa. Afinal, IA e machine learning podem ser aplicados até mesmo em video-games. L

4- Experiência do cliente

Satisfação é a palavra que melhor define a Customer Experience. Isso é visível até mesmo no marketing a partir da estratégia inbound, pois, além de estabelecer relações com personas e não público-alvo, ela também se preocupa com o encantamento do cliente final, fidelizando-o. 

Conforme os princípios da ciência de vendas, o vendedor deve oferecer a experiência adequada para que o cliente se sinta valorizado em nível pessoal. Para isto, deve ser oferecido humildade, autenticidade e honestidade. Isso porque tendemos a fechar negócio com quem nos trouxe boas experiências do que o contrário.

A Nubank realizou isso muito bem, uma vez que ela entende a dor do seu público, oferecendo recursos com alto potencial atrativos, colocando-a numa de competitividade acirrada com o Itaú. Ainda no campo financeiro, o Banco Central também se engajou na experiência do cliente ao anunciar a plataforma Pix para pagamentos instantâneos, solucionando burocracias bancárias e correlatos.

Banner publicitário da Nubank com o dizer "sua vida financeira não acontece só das 10 horas às 16 horas".

Portanto, invista na experiência do cliente, pois isso irá garantir a atração e retenção dele. Se você estiver se perguntando “como posso fazer isso?”. Em termos de aplicativos, existem muitas formas de aumentar o engajamento. O segredo está na inovação e os diferenciais que podem ser disruptivos para os clientes.  Sugiro conhecer o aplicativo Burn That Ad do Burger King:

5- Modernização de sistemas legado

Organização e facilidade é o que tange o uso de softwares corporativos. No entanto, os do tipo sistema legado podem apresentar problemas para as empresas, visto que a lentidão é uma característica comum, a manutenção não pode ser automatizada e que são sistemas desatualizados. Portanto, requer que os profissionais de TI façam a varredura manualmente, correndo o risco de falhas e prejudicar o negócio.

A fim de evitar transtornos, os sistemas legados precisam passar por modernizações de modo que possam estar mais responsivos e eficientes. Como a manutenção de sistemas legado requer bastante tempo, a contratação de empresas especializadas pode agilizar no processo, além de economizar, dentre outros benefícios de terceirizar a TI da sua empresa.

6- Ferramentas colaborativas

Em pesquisa realizada pelo ADP Research Institute, foram levantadas 19 tendências globais para o mercado de trabalho. Dentre elas, o trabalho remoto é um dos que se destacam junto do uso de dispositivos móveis para as atividades. Isso significa que serão necessárias habilidades de gestão de equipes remotas e ferramentas úteis para acompanhar os trabalhos.

Nessa perspectiva, as empresas podem investir em aplicativos para se adequarem às tendências e se beneficiar da concentração das informações numa só plataforma, auxiliando na gestão e planejamento estratégico. Para engajar nessa empreitada, há muitas empresas especialistas em tecnologia móvel para auxiliar nessa prioridade de TI.

7- Cloud

Ao invés de depender de computadores próprios para armazenar informações, os servidores em nuvem garantem toda a segurança e acesso em qualquer plataforma, desde que haja chaves de autenticação para tal. Assim, o uso de cloud pode favorecer os negócios também quanto a redução de custos, pois se paga exatamente pelo espaço em uso.

Existem empresas especializadas em computação em nuvem que podem oferecer todas as regalias do uso de servidores online.

8- SaaS

Assim como a mão de obra, o software também pode ser oferecido como serviço. Startups da categoria SaaS estão em alta no Brasil, oferecendo plataformas BPM (Business Process Management) como CRM, dentre outros tipos tal qual o uso da Inteligência Artificial para análise de dados.

Ambos os tipos de softwares são excelentes para estratégias de negócios, tornando as estratégias mais elaboradas e assertivas, aumentando as taxas de conversão e relacionamento com os clientes.

9- Agile e DevOps

A cultura Ágil visa a otimização de processos, especialmente quanto ao desenvolvimento de software. Os conceitos do ágil podem ser aplicados em diversas áreas, inclusive marketing. Sua aplicabilidade deu espaço para o DevOps, no qual consiste na integração do desenvolvimento com o operacional, automatizando atividades e ganhando tempo para dedicar outras que demandam mais atenção.

Invista e saia por cima

O Brasil está no top 10 dos países para offshore e produção de TIC. De acordo com a Brasscom (Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação), o país ocupa o 7º lugar, produzindo 57,5 bilhões de dólares no segmento. Esse número é importante para a América Latina, pois representa 44,8% de toda produção da região.

Portanto, não há dúvidas de que existem empresas competentes para serem parceiras e ajudar na transformação digital do seu negócio. Então não deixe de conferir como escolher o tipo de TI do seu negócio para implementar suas prioridades de TI.


  • Taysa Bocard
  • Analista de marketing
  • O interesse pela tecnologia e desejo por conhecimentos variados sempre fizeram parte de mim, isso desde a infância. Esse desejo pueril refletiu no meu cotidiano: sou jornalista engajada nas "techs". Porém, a busca pelos saberes não é a parte mais gratificante da minha atuação. Na verdade, o que mais me empolga é passar as informações para frente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *