5 aplicativos mais baixados em 2019 para inspirar o seu

São inúmeros os motivos que servem de pontapé para a criação de apps: proporcionar melhorias, ser inovador e disruptivo, ganhar dinheiro, entretenimento, para empresas, e outros. Todos os motivos e ideias têm potencial para chegar nos nossos celulares e até mesmo entrar na lista dos aplicativos mais baixados.

Em comparação com os mais baixados de 2018, o aplicativo Tiktok teve uma grande ascensão neste ano, saindo da 16ª posição no ano passado e chegando na 3ª neste ano. Continue lendo pra ver o ranking completo e descubra se vale a pena lançar um aplicativo no Brasil!

Leia também: Como ganhar dinheiro com aplicativos?

Quais são os aplicativos mais baixados?

Cada aplicativo se enquadra numa categoria. Afinal, cada um cumpre um papel diferente. As principais categorias são: games, foto e vídeo, entretenimento, utilitários, social networking. 

De todas, a categoria mais baixada é games, representando 9,67 bilhões de downloads mundiais entre janeiro e março deste ano. Curiosamente, a maioria expressiva vem de celulares Android, contabilizando 7,47 bilhões de downloads. Ademais, o Brasil é o terceiro país que mais baixa aplicativos no mundo, somando cerca de 2 bilhões de downloads. A informação é do relatório Store Intelligence Data Digest, apurado pela SensorTower

Dos países que mais usam esse sistema operacional, a terra verde e amarela ocupa a segunda colocação, logo atrás da Índia. De todos os smartphones que foram vendidos no 1º trimestre deste ano, somente 12% das vendas são da Apple.

Desse montante todo, os aplicativos do Mark Zuckerberg (em negrito) ocupam quase todo o topo dos principais downloads. Veja os 5 apps mais baixados em 2019:

  • Whastapp em 1º
  • Messenger
  • Tiktok 3º
  • Facebook
  • Instagram

Os 5 aplicativos mais baixados nos Androids:

  • Whatsapp
  • Messenger
  • Tik Tok
  • Facebook
  • Instagram

Os 5 aplicativos mais baixados nos iOS:

  • Tiktok
  • Youtube
  • Instagram
  • Whatsapp
  • Messenger

Veja abaixo os 20 mais baixados no mundo:

Agora, por que esses aplicativos fazem tanto sucesso? Vamos entender as funções de alguns deles:

SHAREit – 6º lugar

Conexões wireless e de internet são desnecessárias para o compartilhamento de arquivos entre celulares com este aplicativo. Desenvolvido pela Lenovo, o SHAREit promete rapidez na transferência 200 vezes superior ao bluetooth, podendo ter taxa de transferência superior a 20 m/s.

UC Browser-  12ª lugar

Este navegador é excelente para quem abomina publicidade, pois ele já vem com bloqueador de anúncios automático e por isso é mais veloz. Dentre suas funcionalidades, ele possui integração com a câmera do celular para a leitura de códigos QR sem precisar sair do aplicativo. Além disso, ele também é econômico para o uso de dados, informação pertinente para países que possuem alto custo da internet, como o Brasil.

Biugo – 13º lugar

Como iremos ver no infográfico abaixo, aplicativos de produção de vídeo tem ocupado espaço nos apps de destaque, pois conteúdos nesse formato são um dos favoritos da população. Portanto, para dar conta dessa demanda, os editores de vídeo fazem parte dessa atividade. Por isso, o Biugo ganha destaque, pois a edição divertida e criativa faz parte dos seus recursos.

Uber – 18º lugar

Como já dito anteriormente, as ideias de aplicativos podem solucionar um problema. Neste caso, a Uber surgiu com o propósito de melhorar a mobilidade urbana. Já presente em pelo menos 700 cidades ao redor do mundo, o aplicativo coleciona mais de 30 milhões de downloads fora dos Estados Unidos, também segundo a SensorTower.

Amazon – 20º lugar

Ao invés de ir loja em loja para conferir preços, a Amazon reúne os e-commerces num catálogo só. Este aplicativo se configura como um marketplace e apresenta vantagens para o consumidor e proprietário, bem como a facilidade e a segurança de realizar compras online. 

O cenário dos smartphones e aplicativos

Ao invés de dizer “os celulares e aplicativos estão cada mais mais incluídos na nossa vida” de forma genérica, irei apontar números que de fato comprovam essa inclusão. Somente no terceiro trimestre deste ano, 1 de janeiro à 31 de março, houveram 28,1 milhões de downloads de aplicativos ao redor do mundo. Este número representa um aumento de 11,6% em comparação ao mesmo período do ano anterior, ainda segundo a SensorTower.

Deste montante, os downloads de dispositivos diferentes de um mesmo usuário não foram contabilizados. Isto é, se houve o download de um mesmo app tanto no smartphone quanto no tablet, somente um deles entrará na conta.

Agora que sabemos disso, podemos chegar em duas hipóteses desse dado: 1) temos mais apps sendo lançados nas lojas de aplicativos, sendo as principais Google Play Store e App Store ou 2) o volume de smartphones nas mãos dos habitantes tem aumentado. 

Levando em conta que as vendas globais de smartphones caíram 4,6% do primeiro semestre de 2019 para 2018, segundo a Counterpoint, a primeira hipótese acaba saindo na frente. Isso quer dizer que as pessoas têm estendido o tempo de uso de seus dispositivos, seja pela qualidade deles, preços ou outros motivos.

Afinal, os desenvolvedores de softwares não deixaram de existir e nem há previsão para isso, principalmente se levarmos em consideração a transformação digital

Apesar disso, Brasil indica potencial para crescimentos dos celulares

Essa pequena queda nas vendas não quer dizer que os celulares deixaram de entrar nos lares. Dos 5 países que mais consomem celulares, o Brasil foi o único a apresentar crescimento nas vendas dos smartphones neste ano, segundo a Gartner. Portanto, os brasileiros ainda estão engajados na troca de seus celulares.

Contudo, ainda há um detalhe importante da segunda opção para ser levado em conta: a inserção da tecnologia nas mãos infantis. Podemos observar isso com o surgimento e consolidação de aplicativos voltados exclusivamente para crianças. 

Dessa forma, os tipos de aplicativos acompanham os diferentes públicos e as inúmeras ideias para apps. Afinal, existem diferentes demandas e atividades em execução que podem ter o auxílio dos softwares mobile.

Dicas: estude os apps que fazem sucesso e se inspire!

A solução de problemas é o ponto em comum em todos os aplicativos descritos acima. Isso significa que seus criadores estavam atentos às questões que fazem parte dos cotidianos das pessoas. 

Logo, o conselho para os futuros proprietários de aplicativos é: estejam atentos aos seus redores! Tudo pode virar um aplicativo, desde que seja bem planejado e que de fato atenda aos usuários de smartphones. Portanto, é importante que seu software para mobiles tenha como foco inicial uma só região.

Quer mais dicas? Aproveite a empolgação e aprenda como criar um aplicativo


  • Taysa Bocard
  • Analista de marketing
  • O interesse pela tecnologia e desejo por conhecimentos variados sempre fizeram parte de mim, isso desde a infância. Esse desejo pueril refletiu no meu cotidiano: sou jornalista engajada nas "techs". Porém, a busca pelos saberes não é a parte mais gratificante da minha atuação. Na verdade, o que mais me empolga é passar as informações para frente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *