7 boas práticas ao desenvolver aplicativos

As palavras do dia são crescer, aprender e nutrir. Agora você se pergunta: como isso se relaciona com boas práticas para o desenvolvimento de aplicativos para dispositivos móveis? Para o desenvolvimento de apps, você precisa analisá-los em sua totalidade. Não se trata apenas da interface do usuário, dos designs visuais e do conteúdo,

É sobre a totalidade do produto digital (desempenho, estabilidade, segurança), e não apenas uma soma de suas partes. Os aplicativos para dispositivos móveis agregam valor não apenas à sua empresa, mas, mais importante, ao seu usuário final.

Ninguém nasce adulto

Tudo se resume a uma analogia muito simples. Nenhum animal dá à luz uma criança adulta. Todo mundo começa com um bebê. Os bebês precisam de amor, atenção e apoio para crescer. Eles precisam de uma pessoa para procurar, alguém para aprender e guiá-los para tomar decisões corretas.

Eles precisam de pessoas para promover e nutrir um relacionamento. Alguém para confiar, ensinar-lhes paciência, responsabilidade e como ser adultos auto-suficientes. O desenvolvimento de aplicativos para dispositivos móveis não é diferente. Você tem que crescer, apoiar e nutrir as necessidades em constante mudança de seus usuários finais.

Aqui estão as 7 melhores práticas recomendadas para o desenvolvimento de aplicativos para dispositivos móveis.

1. Fale com seus usuários

Você nunca abriria um restaurante sem ter amigos e familiares experimentando os pratos e dando feedback, certo? Então por que você criaria um aplicativo sem falar com seus usuários finais? A descoberta é um estágio crucial do desenvolvimento de aplicativos. É um método para validar seu propósito de criar um aplicativo e também visa alinhar as necessidades de negócios com as dos usuários.

Ao conduzir entrevistas com usuários, você tem a oportunidade de falar diretamente com usuários em potencial e atuais. Você define e identifica personas de usuários, histórias de usuários e trabalha para segmentar os primeiros usuários do aplicativo.

Compreendendo a visão e o problema de negócios, você pode ter empatia com os usuários e criar soluções. A medida de uma sessão de descoberta bem-sucedida e conversação com seus usuários é o entendimento compartilhado adquirido entre os membros da equipe multifuncional e o cliente.

2. Aprenda o processo de gerenciamento digital de produtos

É preciso uma boa equipe para construir um aplicativo para dispositivos móveis. Você tem que ter a visão do produto, experiência do usuário, design de interface, desenvolvimento móvel, desenvolvimento web, DevOps, garantia de qualidade e muito mais. Um único aplicativo para dispositivos móveis pode ter meia dúzia de pessoas trabalhando em conjunto para levá-lo ao mercado.

Para criar um trabalho de qualidade e manter a qualidade consistente, é essencial valorizar e entender o processo de desenvolvimento de produtos digitais. Que reuniões ou cerimônias eles têm? Quais são as fases de cada área do produto? Qual é a cadência das reuniões e com que frequência a sua visibilidade (e poder de decisão) é necessária para manter a equipe em uma velocidade constante de saída?

Existem várias classes de propriedade e gerenciamento de produtos digitais que você pode adotar. Instituições que propõem metodologias a fim de facilitar a organização e o engajamento de uma equipe para atingir o objetivo de lançar um ótimo produto. Seja qual for a metodologia que você usa, reserve um tempo para compreendê-la e conhecer o papel da propriedade do produto digital. 

3. Ter um decisor ativo e dono do produto

Quem vai ser o decisor? Quem defende seu aplicativo quando o marketing, os usuários e os concorrentes influenciam a direção do seu roteiro? Você tem alguém da sua equipe interna que participará ativamente?

É crucial que haja um tomador de decisões que esteja envolvido com sua empresa para garantir que o desenvolvimento esteja de acordo com sua visão. Você não quer trabalhar com alguém que diz que pode criar o aplicativo e voltar nove meses depois com um aplicativo que não está de acordo com seus padrões. Ou, pior ainda, com uma visão completamente diferente.

Além de um defensor do cliente, é melhor recrutar um proprietário de produto. O papel dele é representar o cliente e supervisionar todo o processo de desenvolvimento. Estabelecer confiança e ouvir ativamente são características que o tornam um ótimo dono de produto. Muitas vezes você pode ser solicitado a tomar uma decisão sobre algo em que acha que não possui experiência. Um proprietário de produto experiente poderá orientá-lo nesses desafios e muito mais.

Em última análise, você quer encontrar um proprietário de produto que abraça sua visão. Ou seja, com equilíbrio entre neutralidade e opinião instruída para manter o sucesso do lançamento de seu produto como prioridade.

4. Desenvolver Relacionamentos Fortes

Para pegar carona e elaborar um tomador de decisão e proprietário de produto, você precisa desenvolver um forte relacionamento com várias disciplinas. Ter visão e mentalidade compartilhadas é crucial para que as decisões possam ser executadas para o que é melhor para o produto. Assim como amigos, família e relacionamentos pessoais, a comunicação também é a chave para o sucesso de um relacionamento comercial. Para fazer isso, lembre-se de:

  • Transmitir respeito
  • Ser mente aberta
  • Ser mente aberta
  • Ouvir
  • Ouvir o que NÃO é dito
  • Dar e receber feedback

Você nem sempre vai concordar com sua equipe digital. No entanto, você tem que manter um relacionamento saudável e ser capaz de entender a força e os papéis de todos.

5. Use uma tecnologia moderna

Simplificando, use uma tecnologia moderna e sã em uma plataforma que as pessoas estão entusiasmadas. Os produtos tecnológicos e digitais estão sempre mudando, e é essencial escolher uma plataforma que esteja alinhada ao seu público-alvo.

Preste atenção ao déficit técnico. Você pode querer entregar o código rapidamente, mas cuidado para não encontrar-se em dívida técnica. Não se esqueça, um dia a dívida precisará ser paga. O código pode ser fácil de implementar no início, mas rapidamente se transformar em trabalho extra mais tarde, o que significa mais tempo e dinheiro investidos. Isso não quer dizer que você não deva construir protótipos, mas deve certificar-se de que o código é adequado para a tarefa de programação em questão.

Ouça os especialistas! Os desenvolvedores do seu projeto sabem do que estão falando e poderão dizer qual é a plataforma certa para o seu produto e o ambiente certo para construí-lo.

6. Nunca Pare

Para ir além da entrega do produto final, você precisa procurar maneiras de melhorar seu aplicativo continuamente. Ao melhorar o seu aplicativo, você manterá seus usuários atuais envolvidos e no mercado para novos usuários. Nunca pare de conceber, idealizar e prototipar.

Fique um passo à frente dos seus usuários e você verá constantemente os seus KPIs atendidos. Execute atualizações adaptativas contínuas com base no feedback do seu usuário. Adicionar novos recursos é ótimo, mas certifique-se de que existem motivos (comerciais e orientados pelo usuário).

Às vezes, menos é mais. Você não quer fazer alterações em seu aplicativo, a menos que agregue valor ao seu usuário final. Nunca se esqueça de que você sempre quer que seu aplicativo seja útil para alguém.

7. Pense sobre o futuro

Pense na sua versão 2, 3 e além. Talvez exista um futuro para além de IA, chatbots, realidade aumentada ou realidade virtual.

Talvez no futuro, você deseje integrar opções avançadas de segurança com blockchain. Ou pense em uma maneira diferente de integrar Bitcoin e métodos alternativos de pagamento. Você tem que aprender a se adaptar às mudanças que inevitavelmente vão acontecer, especialmente no mundo da tecnologia.

Agregue valor ao seu usuário e à sua empresa

Você nunca para de aprender como ser humano, não importa a sua idade, e o mesmo serve para desenvolvimento de aplicativos. Sempre haverá uma maneira nova e melhor de fazer as coisas, mas manter o seu usuário final em primeiro plano e identificar o papel que o aplicativo desempenha em sua vida é crucial para o seu sucesso. Lembre-se de que o aplicativo precisa ser envolvente e fazer parte da experiência diária do usuário para ser um recurso valioso para sua empresa.

Tem uma ideia de aplicativo e não sabe por onde começar? Entre em contato conosco.


  • Luis Otávio
  • Diretor de Marketing
  • Mineiro de Ouro Branco. Apaixonado por esportes. Graduando em Administração pela Universidade Federal de Ouro Preto. Acredito que a formação em Administração me proporciona uma visão otimizada do mercado.Marketing digital é o bom e velho marketing porém com ações estratégicas aplicadas nos meios digitais (internet e tecnologias móveis).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *