Geolocalização: guia definitivo

Desde que a geolocalização foi implantada, milhares de pessoas são beneficiadas com essa tecnologia. Isso porque, com ela, qualquer dispositivo pode ser facilmente localizado.

Leia mais: Conheça outras novas tecnologias!

Mas o que é geolocalização?

A geolocalização é a identificação da localização geográfica de um objeto ou usuário em tempo real. Ela funciona como um localizador, em que é possível saber, através de um dispositivo conectado à internet, as suas coordenadas geográficas.

A geolocalização pode ser feita através de alguns meios. Um dos mais primitivos, na verdade, é pela identificação do seu IP. Apesar disso, hoje já existem outros meios, como o endereço MAC e o RFID, ou seja, identificação de radiofrequência.

Além desses, a conexão sem fio e as coordenadas de GPS também são muito comuns. Por exemplo, vários smartphones utilizam GPS integrado para enviar as informações de localização.

geolocalização-locais-no-mapa

Desde que chegou ao mercado, em 2009, a geolocalização tem sido usada para ampliar as funcionalidades da tecnologia. Isso porque, para o usuário de smartphones e smartwatches, a geolocalização melhora consideravelmente sua experiência. Seja para conseguir melhores rotas de trânsito, compartilhar a localização nas redes sociais, ou até mesmo chamar um táxi.

Com a chegada da geolocalização, surgiram também o geomarketing, geobehavior, geotagging, geoprocessamento, geotargeting, geofencing e geofilter. Confira o que essas expressões significam!

# Geomarketing

O termo utilizado se refere a criar ações de marketing através do uso da geolocalização. Essa tática leva em consideração a utilização de mapas para organizar as ações de marketing.  

Com esse planejamento, é possível direcionar e planejar campanhas para certo público específico. Como possui foco na localização dos clientes, é possível obter um retorno maior, devido à comunicação mais direcionada.

geomarketing celular

Confira os benefícios do geomarketing:

  • Obtenção de novos clientes: à medida que possibilita um discurso mais bem direcionado.
  • Elaboração de estratégias de retenção. Uma vez que a tática será direcionada para um público específico, evitará o abandono de atuais clientes.
  • Aumento do uso profissional das bases de dados. Isso porque a captação desses dados será útil para a criação de conteúdo.
  • Aumento da rentabilidade. A partir de uma distribuição mais exata do orçamento.
  • Planejamento de localização de novos pontos de venda. Por exemplo, caso você veja possíveis clientes em um novo estado, pode direcionar seu marketing e vendas para esse local.

# Geobehavior

Nada mais é que o uso da geolocalização para criar perfis comportamentais. Isso é feito através da identificação da rotina e das manias de certa região. Assim, é mais fácil prever as necessidades e déficits de cada local.

Por exemplo, imagine que, em certa cidade, 80% das pessoas possui hábitos noturnos. Entretanto, nesse mesmo local, o comércio e os bares costumam ficar abertos apenas até às 0h. Então, das 0h às 3h, todas essas pessoas vão para um mesmo estabelecimento, independente da distância, porque sabem que ele é o único que estará aberto.

Assim, quem quiser ter sucesso em algum empreendimento nesta cidade, pode, por exemplo, abrir um estabelecimento que fique aberto a noite toda. Ou então, inaugurar um aplicativo tipo Uber que tenha motoristas à noite.

Como você pode ver, o geobehavior é muito importante e extremamente útil na definição de personas.

geobehavior-locais-proximos

# Geotagging

O geotagging é a marcação da localização do usuário em uma publicação nas reder sociais. É uma prática muito comum dos usuários do Facebook e do Instagram. Quando estão em um evento, local ou em outra cidade, as pessoas tendem a usar esse recurso.

O geotagging é bom tanto para o usuário, quanto para os negócios.

O usuário, porque ele pode descobrir. Isso porque as publicações dão mais informações ao usuário sobre certo local. Ou seja, as pessoas descobrem novas experiências sobre o lugar, tudo através da rede de contatos.

Já para os negócios, o geotagging é uma divulgação espontânea e gratuita do estabelecimento ou marca. Além disso, outro benefício é que as publicações servem como um medidor de satisfação, uma vez que o usuário relata sua experiência e dá um feedback sobre o local visitado.

geotagging-local-definido

# Geoprocessamento

O geoprocessamento surgiu a partir da necessidade da criação de mapas geográficos. Ele nada mais é que o tratamento das informações espaciais, ou de dados georeferenciados, por meio de softwares e cálculos.

Nos últimos anos, está ocorrendo a massificação do geoprocessamento. Isso é possível graças a tecnologias como o Google Earth. Com essa ferramenta, é possível ter acesso a mapas de qualquer região do mundo, mesmo sem entender nada sobre geoprocessamento.

Assim, o mecanismo consiste em 4 etapas: coleta, armazenamento, tratamento e análise de dados e, enfim, uso integrado das informações.

Ferramentas de geoprocessamento:

GPS: ferramenta básica muito utilizada para a coleta de dados georreferenciados.

Oracle: sistema gerenciador de banco de dados, usado para armazenar informações.

SPRING: sistema de informações geográficas com funções de processamento de imagens, análise espacial, modelagem numérica de terreno e consulta a banco de dados espaciais.

# Geotargeting

É a estratégia de segmentar o público-alvo de acordo com sua localização. No geotargeting, você segmenta uma campanha ou estratégia de acordo com o público geográfico que você quer alcançar.

Isso é muito útil, por exemplo, quando se possui um negócio local. Nesse caso, certamente o objetivo do marketing é alcançar determinada região, e não o Brasil inteiro.

O geotargeting é uma forma muito eficaz de alcançar o público, e uma das maneiras mais conhecidas de utilizar o geomarketing. Dessa forma, é possível fazer campanhas de marketing muito mais eficazes, que vão atingir um lead qualificado e específico.

geotargeting-restringir-a-area

# Geofencing

O geofencing consiste em oferecer conteúdo em tempo real de acordo com a movimentação do usuário. Dessa forma, quando você entrar em determinada área, receberá um conteúdo específico. Pode ser através de uma notificação no celular, um e-mail ou mesmo por SMS.

Mas como isso funciona?

A empresa determina uma área e, a partir de então, todos os usuários que entrarem nesse perímetro, receberão uma notificação. O conteúdo enviado pode ser uma promoção, ou mesmo um convite a conhecer melhor o estabelecimento.

Atualmente, a Google também utiliza o geofencing. Ou seja, os usuários do sistema Android recebem informações sobre trânsito, restaurantes e entretenimento local.

Essa tática também pode ser eficiente para negócios locais atraírem novos clientes.

geofencing-homem-passando

Essas técnicas podem ser muito úteis na criação e na popularização do seu aplicativo. Elas são ótimas estratégias de marketing, que funcionam bem quando o objetivo é atingir um público específico e segmentado por região ou costumes.

Você utiliza geolocalização para fazer marketing do seu aplicativo ou estabelecimento? Conte para nós!


  • Mariana Storto
  • Analista de Marketing Digital e SEO
  • Nascida no interior de São Paulo, já me tornei mineira de coração. Graduanda em Jornalismo pela Universidade Federal de Ouro Preto, sou apaixonada por Comunicação e Marketing Digital. "A vitalidade é demonstrada não apenas pela persistência, mas pela capacidade de começar de novo."

1 comentário no post “Geolocalização: guia definitivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *