publicar-um-aplicativo-o-guia-definitivo

Publicar um aplicativo: o guia definitivo

Depois de um longo tempo de desenvolvimento, correções, reformulações e atualizações, finalmente seu app está pronto! Isso significa que a parte mais difícil já passou, certo? ERRADO! Publicar um aplicativo pode ser mais difícil do que parece, e, caso você não siga os procedimentos corretos, seu app pode ser rejeitado, tanto pela App Store quanto pelo Google Play.

Sendo assim, fizemos um post Guia Definitivo, para sanar todas as suas dúvidas sobre como publicar um aplicativo nas duas lojas. Até porque, apesar de ser um processo não tão simples e nem tão rápido, no final, valerá muito à pena! Afinal, quem não quer um app de sucesso?

Como publicar um aplicativo para IOS

Segundo estatísticas da Apple, 62% das rejeições dos apps na App Store ocorrem devido à não conformidade com as principais diretrizes da Apple. Ou seja, ao contrário do que muitos imaginam, a parte mais complicada ainda está por vir. Isso porque qualquer erro na publicação dos aplicativos pode gerar um problema maior futuramente.

Por isso, criamos um passo a passo para evitar rejeições ao publicar um aplicativo

Prepare seu aplicativo iOS para publicação

A primeira coisa que deve ser feita ao publicar um aplicativo é garantir que ele esteja realmente pronto para publicação. E, apesar da Apple ter instruções em seu site com a descrição do processo de publicação, elas não são tão detalhadas, o que aumenta a taxa de rejeição de apps, uma vez que as pessoas não fazem todos os passos corretamente.

Portanto, quando as pessoas estão publicando pela primeira vez, o processo pode ser extremamente estressante. Isso porque publicar um aplicativo na loja da Apple requer experiência e conhecimento específico.

Programa para desenvolvedores da Apple:

Para começar, você precisará se registrar no Apple Developer Program (ADP) como desenvolvedor. Durante o programa, você poderá usar ferramentas adicionais da Apple, fazer análises do seu app, realizar testes e utilizar outros instrumentos para criar seu aplicativo iOS.

Inclusive, há dois anos, a Apple mudou sua política e a tornou mais fiel. Agora, não importa se você criou um aplicativo para iOS ou Mac, você deverá se inscrever no ADP como desenvolvedor.

Vale ressaltar também que o programa para desenvolvedores da Apple não é gratuito. Portanto, se você quiser publicar um aplicativo iOS, terá que pagar pela inscrição no ADP. Os valores cobrados variam de acordo com o tamanho da empresa.

Por exemplo, se você é empreendedor individual, ou possui uma empresa com um só funcionário, serão cobrados US$99 anualmente pela inscrição. Enquanto isso, se você possui uma equipe de desenvolvedores, a taxa anual será de US$299. Assim, todo o seu time de desenvolvimento terá acesso a mesma conta.

Faça um teste completo do seu app

Mesmo que seu processo de codificação seja bem feito, isso não significa que seu app não tenha bugs. Portanto, fazer um teste completo vai te ajudar a entender a funcionalidade do seu aplicativo, e se ele é estável, de acordo com as especificações.

Além disso, existem muitos dispositivos iOS, e, por isso, quanto mais dispositivos você usar para testar, melhor será para seu aplicativo. Dessa forma, você poderá ver se o seu app se encaixa bem em todos os tamanhos de tela. Isso só é possível fazer através de testes, porque você não conseguirá visualizá-lo no simulador do iOS.

Isso porque, ainda que a equipe de revisão da Apple não encontre bugs no seu aplicativo, não significa que os usuários ficarão satisfeitos. E a opinião comum deles pode levar o seu app ao sucesso ou fracasso absoluto.

Não ignore as regras principais

A Apple fornece a todos os desenvolvedores as diretrizes e os documentos necessários. Lá, você pode encontrar todas as informações importantes sobre o como seu aplicativo deve ser e como publicá-lo para iOS. Infelizmente, alguns desenvolvedores ignoram essas regras e param de ler na primeira página. Dessa forma, não é surpresa que o aplicativo seja rejeitado depois.

No entanto, esse trecho serve especialmente para poupá-lo da leitura de todos os documentos. Vamos enfatizar os pontos mais importantes que você deve ter em mente para que seu aplicativo seja publicado com sucesso:

# Seu aplicativo iOS deve passar por um teste de falha

# O uso de APIs privadas é proibido

# O app não deve ser um clone de outros aplicativos nativos pré-instalados no iPhone

# É necessário que o aplicativo tenha um recurso de compra In-app integrado

# Câmera e microfone não devem ser usados ​​sem a permissão do usuário

# Seu aplicativo deve usar apenas sua própria arte para o design. Caso seja de terceiros, é necessário que você tenha permissão para usá-la.

A lista não é grande, e respeitando todas essas regras simples, você poderá publicar o aplicativo para iOS sem problemas.

ID do aplicativo

Qualquer aplicativo requer um ID na App Store. A Apple oferece dois tipos de ID de aplicativo: explícito e curinga. Você pode criar e instalar muitos aplicativos usando o ID curinga. Entretanto, se o seu aplicativo faz uso do iCloud ou de alguns recursos do iOS, como notificações por push da Apple, você precisa atribuir um ID de aplicativo explícito. Portanto, escolher o ID correto antes de publicar um aplicativo é muito importante.

Certificado de distribuição e perfil de aprovisionamento

Para publicar um aplicativo na versão do iOS, você precisa obter um certificado de distribuição assinado pela Apple. Para consegui-lo, é preciso fazer uma solicitação de assinatura de certificado e aguarda sua aprovação. Lembrando que você deve estar conectado ao seu Programa de Desenvolvimento.

Após o desenvolvimento do certificado de distribuição, você deve criar um perfil de aprovisionamento próprio que comprove sua identidade. Isso também possibilita que você e sua equipe usem e testem o aplicativo para iPhone e iPad.

Assinatura de código

Após isso, você precisa executar o processo de assinatura de código. Isso significa que você precisa definir as configurações de compilação no Xcode e passar uma assinatura de código. Essa é uma tecnologia de segurança do macOS, um tipo de certificação do seu aplicativo, que garante que ele foi criado por você.

Ele reage a qualquer alteração, feita por você ou por terceiros, e te envia uma notificação. No caso de qualquer malware ter a intenção de entrar no seu app, você saberá imediatamente. Esse processo parece muito difícil, se você fizer isso pela primeira vez. Apesar disso, depois de um tempo, você pega o jeito para seguir as diretrizes da App Store.

Meta de implantação

O objetivo de implantação do seu aplicativo também é uma questão importante. Quando você cria seu projeto no Xcode, seu app tem um destino de implementação. Que nada mais é que a indicação da versão mínima do sistema operacional em que seu aplicativo pode ser executado. Apesar de simples, há uma nuance crucial que deve ser considerada.

Uma vez que você já tiver concluído a publicação do aplicativo, tenha cuidado ao alterar o objetivo de implantação. Além disso, se você aumentar o destino da implantação na nova atualização quando o app já estiver disponível para download, alguns usuários não poderão executar o aplicativo, se eles tiverem instalado no dispositivo com uma versão mais antiga do sistema operacional. Consequentemente, você perderá parte do seu público e obterá muitos feedbacks negativos.

Envie seu aplicativo: siga as diretrizes da App Store

Depois que o app estiver preparado para publicação, realize algumas etapas essenciais para o sucesso da publicação.

Otimização de ícone

Seu aplicativo não será nada sem um ícone bem bonito e chamativo. Entretanto, lembre-se de verificar se o tamanho do seu ícone atende às demandas da Apple. A lista completa com esses requisitos você pode encontrar no site oficial.

Capturas de tela do seu aplicativo

Você pode criar até 5 capturas de tela e pelo menos uma prévia. Se você criar um app para vários dispositivos, precisará fornecer aos usuários um modelo para cada dispositivo. Esse é um estágio muito importante ao publicar um aplicativo para iOS, já que sua captura de tela impacta diretamente na decisão final do cliente de fazer ou não o download.

Seu aplicativo deve ter uma descrição detalhada com todos os dados necessários.

Os dados devem ser os seguintes:

# Adicione o nome do seu aplicativo

# Adicione o número da versão

# Escolha a categoria para seu aplicativo

# Dê uma descrição detalhada

# Adicione palavras-chave

Outro passo importante é dar ao aplicativo a classificação que ele deve ter. A classificação deve atender ao conteúdo real do seu app. Caso contrário, o aplicativo poderá ser rejeitado pela equipe de revisão da Apple.

O início da submissão

Depois de completar todos os passos já descritos, você deverá criar seu aplicativo no iTunes Connect. Nesse passo, você precisará fazer login usando sua conta da Apple Developer e preencher o formulário para adicionar o novo aplicativo.

Adicione o nome do seu aplicativo

É recomendável que o nome do aplicativo corresponda ao nome colocado abaixo do ícone na tela inicial.

Adicionar número de SKU / ID de pacote

Número de SKU é um tipo de código que permite identificar seu aplicativo na App Store. Nesse caso, o desenvolvedor pode criar esse código por conta própria. Quanto ao ID do pacote, você só precisará selecionar o ID do app que você já escolheu anteriormente, seja ele explícito ou curinga.

Adicione o custo do seu aplicativo

Basta atribuir seu preço e escolher lojas onde o app ficará disponível. Além disso, se você decidir mudar o preço ou disponibilidade depois de um tempo, basta fazê-lo no iTunes Connect, a qualquer momento. Ou seja, você não precisa fazer nenhuma atualização.

Confira como ranquear seu aplicativo na App Store através do ASO.

Android ou iOS, qual escolher? Saiba mais nesse link

Como publicar um aplicativo para Android

Assim como na App Store, o Google Play também possui algumas regras em termos de publicação de aplicativos. E, como o sucesso do seu app depende muito do lançamento, preparamos um guia de como publicar um aplicativo Android.

Onde publicar

O Google Play, apesar de ser uma ótima opção de loja para aplicativos Android, não é a única. Na China, por exemplo, o Google Play não funciona, e há lojas alternativas para se publicar e baixar um app. Porém, escolhemos focar no Google Play por ser a loja mais conhecida ao redor do mundo para apps Android.

Aqui na Usemobile, damos a opção ao cliente de publicar o aplicativo por conta própria, caso ele queira. Ou, se preferir, fazemos isso por ele. Grande parte dos proprietários dos apps preferem lançá-lo por conta própria, devido ao documento que é gerado no Android Studio. Na verdade, esse é um certificado digital exclusivo que inclui os dados do proprietário do app. Ou seja, é como uma assinatura para o aplicativo. E os donos preferem publicá-los para manter essa senha segura.

De qualquer maneira, seguir esse passo a passo é extremamente necessário, principalmente se você for iniciante nessa área. Isso porque, apesar de não parecer, publicar um aplicativo pode ser muito difícil. E, ter um guia com todas as dicas e truques, pode ser essencial para que se tenha sucesso.

Etapas para publicar um aplicativo Android no Google Play

Antes de tudo, certifique-se de que você possui tudo que é necessário para fazer a publicação. Você precisará de algumas capturas de tela do seu aplicativo em alta qualidade, da descrição e do arquivo APK, que é o aplicativo em si.

Outra coisa importante é se atentar às limitações no que diz respeito ao tamanho dos apps. O tamanho máximo é de 100mb, mas o melhor é que seja inferior a 50mb. Dessa forma, os usuários que moram em áreas com baixa conexão de internet não terão problemas em fazer o download do seu aplicativo.

Crie uma conta de desenvolvedor

Você pode abrir essa conta no Google Play Console. Essa operação vai te custar US$25, mas, após a taxa ser paga, você poderá publicar quantos apps quiser.

Dê título e descrição ao seu aplicativo

O melhor é que você já os tenha definido antes de iniciar o processo de publicação. Nesse processo, é interessante pesquisar o uso de palavras-chave, para adicioná-las à descrição do aplicativo. Assim, você aumentará a visibilidade do seu app nas pesquisas.

Adicione capturas de tela

Vale relembrar que a qualidade das capturas de tela deve ser alta. Além disso, certifique-se de que as imagens mostrem alguns dos principais recursos e funcionalidades do seu aplicativo.

Classificação de conteúdo

Nessa etapa, é necessário responder perguntas para determinar a classificação de conteúdo do seu app. Isso é necessário para fazer a classificação da faixa etária que fará o download do seu aplicativo. Por exemplo, é preciso impedir que as crianças tenham acesso a apps que têm conteúdo adulto. Vale lembrar que mentir nas respostas pode atrapalhar a publicação do seu app no Google Play.

Categoria do aplicativo

Escolher a categoria é muito importante porque aumenta suas chances em downloads. Se você escolher a categoria errada, por exemplo, as pessoas não conseguirão ver o app na categoria em que ele deveria estar.

Política de privacidade

Se o aplicativo precisar usar os dados do usuário, saiba como fazer a coleta de dados corretamente clicando aqui. Além disso, o dono do aplicativo precisa adicionar um acordo de política de privacidade, que garante que esses dados não serão usados para vantagem pessoal.

No acordo de política de privacidade, deve estar explícito aos usuários quais dados serão coletados, de que maneira essas informações serão processadas e quem terá acesso a elas. Caso seja informado ao Google sobre uma coleta de dados não especificada previamente, o aplicativo é tirado do ar e a conta é bloqueada, sem oportunidade de retorno.

Envie seu arquivo APK

No dispositivo Android, você pode fazer o download e instalar somente arquivos APK assinados. Essa chave deve ser gerada no Android Studio e precisa ser guardada com segurança. Isso porque, caso você perca o acesso ao seu keystore, será preciso republicar seu aplicativo, com o novo nome do pacote e a nova senha. Além disso, ao enviar o arquivo APK, é necessário indicar se ele é uma versão beta ou não.

Adicione o preço

Caso você esteja fazendo um aplicativo pago, deverá definir o preço dele no Google Play.

Google Play Console

Através dessa ferramenta, você pode obter todos os dados relativos à sua inscrição. Ou seja, é possível ter acesso a dados abrangentes sobre renda, usuários e conversão de seu produto. Além disso, você também pode obter relatórios financeiros de um certo período específico.

Pós publicação

Mesmo após publicar um aplicativo, tanto iOS quanto Android, ainda é necessário estar atento a bugs e atualizações necessárias. Na maioria dos casos, a manutenção e o suporte após o lançamento distinguem um aplicativo de sucesso de um app de momento.

Quando se leva em conta o feedback dos clientes, você tem chances de maximizar o sucesso do seu app. Colete feedback, corrija todos os bugs, melhore seu aplicativo e atualize-o regularmente, de acordo com os comentários do seu público. Dessa forma, você terá um projeto bem sucedido.

 


  • Luis Otávio
  • Diretor de Marketing
  • Mineiro de Ouro Branco. Apaixonado por esportes. Graduando em Administração pela Universidade Federal de Ouro Preto. Acredito que a formação em Administração me proporciona uma visão otimizada do mercado.Marketing digital é o bom e velho marketing porém com ações estratégicas aplicadas nos meios digitais (internet e tecnologias móveis).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *