Aplicativos móveis e Startups bilionárias: qual a relação?

Com o auxílio dos dispositivos portáteis como smartphones e tablets, mais de um terço da população mundial está obtendo acesso à Internet. Sendo assim, as empresas – sejam elas uma Startup ou uma PME – entenderam a capacidade dos diversos recursos dos aplicativos móveis e agora estão investindo e trabalhando muito para capitalizar.

O que se entende como startups, são empresas jovens, que buscam a inovação e a aposta tecnológica a todo momento, com o objetivo de simplificar tarefas, e tornar acessível, de forma prática e simples, serviços que otimizam o dia dia das pessoas. Isso, somado a um bom planejamento, execução eficiente e muito trabalho de marketing, para que seu produto ou serviço se torne conhecido, é o caminho a ser trilhado

De acordo com uma pesquisa da Statista, um portal on-line alemão de estatística, espera-se que no ano de 2022 um total de mais de 258 bilhões de aplicativos móveis sejam baixados em todo o mundo pelos usuários de smartphones.

Além disto, o cenário brasileiro de empresas que nasceram e cresceram em torno das aplicações móveis é extremamente animador, com o Brasil sendo vanguarda, quando o assunto são as startups

Neste post veremos como funcionam esses negócios que nasceram através de uma aplicação mobile e como elas podem servir de inspiração.

Brasil se torna recanto dos unicórnios

O termo unicórnio foi criado para se referir às empresas de tecnologia que chegariam ao valor de 1 bilhão de dólares. Cinco anos se passaram após a invenção do termo, e atualmente em todo o mundo, mais de 300 (trezentas) startups se encaixam nessa condição.

O Brasil tem marcado forte presença no surgimento dessas gigantes, com os exemplos para isso sendo fartos, tanto para empresas que já viraram unicórnio e garantiram seu espaço, como o Nubank, PagSeguro, 99, QuintoAndar e Stone. Também existem várias que em pouquíssimo tempo devem chegar a esse patamar como a Creditas, Dr. Consulta, GuiaBolso, Neon, entre outras. Alguns dos principais motivos que agem sobre essas e outras startups a serem tão promissoras, está a evolução das formas de negócios, junto da capacidade dos brasileiros em apresentar inovações que atendem os desejos de novas relações sociais de consumo. 

Os recursos para esse tipo de negócio são abundantes, e mesmo com todas as dificuldades de se empreender no Brasil, o alcance de investimentos privados, tanto nacionais como estrangeiros, tem se mostrado alerta quanto ao potencial das novas ideias e empresas.

O que os aplicativos móveis representam para essas startups?

As aplicações mobile representam basicamente o modelo de negócio de todas essas empresas. É importante entender que a maiorias das startups usam aplicativos móveis como parte considerável do processo produtivo e funcional de seus empreendimentos. Mas um aplicativo está longe de por si só representar esse modelo de negócio.

Essas empresas surgiram por trás de uma ideia disruptiva, e os aplicativos são o suporte contendo os principais recursos para a execução das atividades.

Por exemplo, uma fintech – que são as startups do ramo financeiro – como um banco digital, nasceram por conta da necessidade de melhores serviços bancários, mais dinâmico e desburocratizado, sem o pagamento de taxas abusivas. Nesse cenário, os apps apareceram como a plataforma perfeita, sendo mais barata e de gigantesca conversão para seus negócios.

Nas empresas de mobilidade urbana, como o próprio nome diz, buscam a otimização dos processos de logística. A partir daí, todo o processo acontece em um app, desde a solicitação de uma atividade, troca de mensagens entre o cliente e prestador do serviço, sistema de GPS, entre outras funcionalidades e recursos.

O caso da QuintoAndar é outro que retrata bem isso, por ser uma plataforma que conecta proprietários e inquilinos de imóveis. É mais um exemplo de uma excepcional ideia de otimização de um serviço, junto à capacidade de uma aplicação mobile em oferecer os mais diversos recursos.

Como garantir o sucesso da minha ideia?

A busca por um bom posicionamento nas lojas da Google e da Apple, se torna cada dia mais intensa e isso traz uma plataforma competitiva para cada novo participante no mundo dos aplicativos móveis. Por isso, mesmo partindo de uma grande ideia, com centenas de aplicativos sendo lançados diariamente nas principais lojas, o caminho para superar os concorrentes com seu app provavelmente não será fácil.

Boas empresas de desenvolvimento de aplicativos são vitais para esse processo. Assim, muitas organizações pesquisam bastante para encontrar a equipe ideal, que irá trabalhar para desenvolver o seu aplicativo móvel, e que seja tão atraente para os clientes, quanto os seus serviços.

Caso você tenha uma boa ideia de aplicativo, ou mesmo pensa em entrar em um modelo de negócio já estabelecido, venha conversar com a gente! Com experiência e dedicação, temos as melhores soluções para transformar sua ideia em realidade.


  • Luiz Felipe S. Dantas
  • Copywriter
  • Baiano de Eunápolis, graduando em Economia, apaixonado por música, esportes e dota 2. Sou um admirador da capacidade das boas ideias, somadas a tecnologias inovadoras, solucionarem problemas e otimizar nossa realidade. Ser parte do time de marketing da Usemobile, me proporciona um estudo direto desses assuntos e um maior contato com o mundo das inovações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *