3 dicas segundo Steve Jobs para uma reunião produtiva

Tags:    

Estima-se que empresas americanas perdem quase 40 bilhões de dólares por ano em reuniões improdutivas. Steve Jobs proporcionou que a Apple não estivesse nessa lista!
A seguir algumas dicas que podem mudar a produtividade e até a cultura da sua empresa.

1 – Manter as reuniões menores possíveis.

Jobs acreditava que reuniões deveriam ser rápidas e o mais importante, envolvendo o menor número de pessoas possível. Tinha em mente, que a diversidade de pessoas poderia proporcionar discussões que não chegariam a uma conclusão.
Há relatos de que ao se reunir com a agência de publicidade da Apple, Jobs questionou sobre a presença de um dos participantes e em seguida solicitou à moça que se retirasse, alegando que não havia necessidade dela participar daquele encontro.
Barack Obama em uma determinada ocasião convidou-o a se juntar a um pequeno grupo de magnatas da tecnologia. Jobs foi igualmente implacável, e se recusou a participar do encontro, argumentando que Obama havia convidado pessoas demais.

2 – Toda tarefa precisa de um responsável

Steve implantou na Apple uma mentalidade de prestação de contas, tornando-a acessível a todos para que pudessem acompanhar quem era o responsável por cada tarefa a ser desenvolvida dentro da empresa.
Segundo Gloria Lin, ex-funcionário da Apple, qualquer reunião realizada dentro da empresa tem uma pauta com a lista de tarefas e o respectivo responsável indicado. Saber quem é o responsável pelo projeto é fundamental em tomadas de decisões e para cobrar resultados.
Toda tarefa na Apple conta com um D.R.I. (directly responsible individual), ou em português, um “indivíduo diretamente responsável”. Após a reunião, todas as definições e próximos passos têm um “DRI” relacionado, de modo que todos saibam de quem é a responsabilidade pela continuidade do trabalho, dessa forma cria-se com o responsável um sentimento de responsabilidade direta para o sucesso da tarefa.
Essa metodologia é especialmente importante para nós da Usemobile. Assim, evitamos que algumas tarefas possam ficar esquecidas simplesmente porque está todo mundo muito ocupado com outras coisas. Nomear um “dono” da tarefa ajuda a garantir que alguém realmente cuide dela, como se fosse um filho!

3 – Fim das apresentações de PowerPoint

Walter Isaacson, autor da biografia “Steve Jobs”, disse em seu livro:
“Jobs odiava apresentações formais, mas ele amava reuniões face-a-face.”
steve jobs
Apresentações com Slide foram proibidas, Jobs queria que sua equipe se dedicasse a debater apaixonadamente e a pensar criticamente, sem se apoiar na tecnologia, ou esconder atrás de argumentos escritos em slides.
Eu odeio a maneira como as pessoas usam apresentações de slides em vez de pensar”, disse Jobs em entrevista a Isaacson. Ele queria que as pessoas se empenhassem em encontrar soluções para os problemas e não em gastar tempo desenvolvendo uma apresentação. As pessoas que sabem o que estão falando não precisam de PowerPoint, dizia Jobs.
E então… o que achou dessas dicas? Já utilizou alguma(s) dessa(s) na sua empresa? Conhece mais dicas? Compartilhe sua experiência conosco nos comentários!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Tópicos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa newsletter

Junte-se a mais de 62.000 mil assinantes e tenha acesso a conteúdos exclusivos