O que é RFP: Vantagens e como elaborar

Você já ouviu falar em RFP? Leia esse artigo e descubra como esse documento pode otimizar os processos da sua empresa!

Request for Proposal é um documento que descreve informações sobre a organização e detalha os produtos e serviços a serem obtidos de fornecedores externos. Ele é formal e escrito e estabelece os requisitos específicos que os fornecedores precisam ter em mente ao responder à oferta. Além disso, a RFP descreve como a empresa irá analisar as propostas recebidas.

Outro benefício da RFP é que ela fornece um padrão comum. Isso torna mais fácil comparar os orçamentos. Além disso, ela serve para formalizar a relação entre empresa e fornecedor, uma vez que o pedido de serviço e a promessa estarão especificados. E, por último, melhorar a imagem da empresa, já que demonstra um processo aberto e transparente de compras.

Mas quando utilizar a RFP?

A RFP pode servir para pedir o orçamento de um projeto complexo. Você vai utilizá-la quando o orçamento tiver diferentes cenários e for feito com várias empresas. De certa maneira, esse documento é uma ferramenta para especificar o trabalho solicitado a um fornecedor.

Ela deve ser utilizada sempre que forem feitos orçamentos complexos. Nesses momentos, ela vai te auxiliar consideravelmente. Isso porque, certamente, ao contratar um serviço, você espera que ele te atenda integralmente. E, se o serviço for muito específico, esse documento vai te auxiliar a não ter surpresas negativas depois da fase de orçamentos. Mais que isso, ele garante que você não perca tempo negociando para, só depois, descobrir que aquele fornecedor não poderá te atender.

Como elaborar uma RFP?

Para elaborar uma RFP, é necessário pensar nas especificações do projeto que está sendo orçado. Ou seja, pensar nos mínimos detalhes que deverão estar inclusos no serviço prestado. Para isso, você deverá pensar em um projeto que contenha:

  • Preparação
  • Definição dos requisitos administrativos
  • Definição de como as informações serão apresentadas
  • Definição dos requisitos técnicos do produto ou serviço
  • Gerenciamento de requisitos do documento
  • Definição de como serão apresentadas as informações de preço
  • Definição do processo de avaliação das propostas

Além de seguir esses tópicos, é necessário se atentar a quem vai elaborar a RFP. Ao contrário do que muita gente pensa, não é uma tarefa somente do setor de compras. Ao invés disso, chame pessoas que estarão envolvidas no projeto em questão. Eles certamente ajudarão a elaborar o documento com mais precisão e mais completo.

Por último, mas não menos importante, revise minuciosamente sua RFP. Só assim você terá a certeza de que receberá orçamentos bons e estará contratando um fornecedor qualificado.


  • Mariana Storto
  • Analista de Marketing Digital e SEO
  • Nascida no interior de São Paulo, já me tornei mineira de coração. Graduanda em Jornalismo pela Universidade Federal de Ouro Preto, sou apaixonada por Comunicação e Marketing Digital. "A vitalidade é demonstrada não apenas pela persistência, mas pela capacidade de começar de novo."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *