o-que-e-internet-das-coisas

Você sabe o que é internet das coisas?

Você certamente já ouviu falar na internet das coisas (IoT). Mas você sabe o que é essa tecnologia que pretende modificar tanto nosso jeito de viver quanto o de trabalhar?

O que é a internet das coisas?

Quando a internet foi criada, na segunda guerra mundial, era utilizada apenas para interligar computadores de universidades e de centros de pesquisas. Assim, todo conhecimento gerado em uma universidade podia ser compartilhado facilmente para outra.

Rede de computadores

O conceito de internet das coisas é relativamente simples: conectar os objetos que são utilizados no nosso dia-a-dia à internet. Isso fará com que os ambientes físicos e digitais se aproximem cada vez mais de se tornar um só.

A internet das coisas já é bastante utilizada, principalmente pelas grandes empresas, para diminuir os gastos e aumentar a produtividade. Isso aumenta a competitividade das empresas que adotam esse tipo de tecnologia.

As pequenas e médias empresas também podem e devem utilizá-la. A Computerworld listou 10 possíveis aplicações de internet das coisas em PMEs, como monitorar os produtos que já foram vendidos. Isso permite que o consumidor seja avisado quando precisar trocar certa peça e garantirá que você a tenha disponível em estoque.

A internet das coisas não será utilizada apenas nas empresas, ela também estará presente nas nossas vidas. De acordo com Cees Links, fundador e CEO da GreenPeak, há três categorias de internet das coisas:

  • 1. Wearable;
  • 2. Smart home devices;
  • 3. M2M (máquina para máquina).

Como a internet das coisas impactará sua vida

Fazendo uma análise sobre as três categorias, os wearable já estão presentes em nossas vidas, como os smartwatches. Esses dispositivos são aqueles que podemos vestir e eles possuem um chip de processamento próprio, que se conectam aos nossos smartphones.

É possível monitorar sua saúde, através de acessórios ou roupas, que já envia todas as informações para seu médico em caso de possíveis problemas, melhorando sua qualidade de vida.

Recentemente o Google Glass foi utilizado em uma cirurgia, realizada pelo doutor Pierre Theodore na University of  California San Francisco. Através dos óculos ele pode acessar os raios-x sem deixar a sala de cirurgia, o que agilizou o procedimento. Como a tecnologia ainda está sendo desenvolvida e pequenos problemas ocorreram com o funcionamento. Porém, isso não comprometeu o processo operatório.
 

 
Smart home devices conecta os aparelhos da sua casa. Imagine seu celular despertando e enviando um sinal automático a sua cafeteira, garantindo que o café já esteja pronto quando chegar a cozinha.

Smart Home Internet das coisas

Você vai ao mercado e se conecta com sua geladeira, recebendo uma lista de produtos que estão em falta nela. Você vai voltar para casa e avisa ao seu robô aspirador, através do seu smartphone, para que ele limpe a casa antes que você chegue.

Qualquer eletrodoméstico da casa está apto a receber a internet das coisas. E o melhor que você pode controlá-los e programá-los, de acordo com suas necessidades, pelo seu smartphone!

Dispositivos M2M são aqueles que se comunicam diretamente com o celular. Um carro que reporta a localização, como no caso de um acidente, ou um refrigerador de um restaurante que pode fazer um pedido automático quando seu estoque está baixo.

Imagine que você tem um compromisso e que seu carro está integrado ao seu calendário. Ele pode te fornecer as melhores rotas até o local do compromisso e, se o trânsito estiver lento, enviar uma mensagem para quem você iria encontrar, dizendo que haverá um atraso.

Pontos de atenção

A internet das coisas levantará um grande número de dados sobre nossas vidas e preferências. As nuvens que temos hoje em dia podem não conseguir armazenar tal volume de dados, precisando assim de novas alternativas para armazenamento.

Essa quantidade de dados gera preocupações. As empresas deverão investir muito em segurança para prevenir contra cyber ataques que podem roubar todos esses dados e utilizarem para cometer crimes.

Um outro ponto é que os hackers também poderão invadir qualquer dispositivo que esteja conectado e obter o controle sobre eles. Por isso a questão da segurança é tão importante, até para manter nossa privacidade.

Algumas previsões sobre a internet das coisas

Gartner, uma empresa especializada em tecnologia, afirma que em 2020 existirão cerca de 26 bilhões de dispositivos conectados, isso é praticamente 3 dispositivos para cada pessoa no planeta terra.

Business Insider afirma que em 2020, as soluções que utilizam internet das coisas, como integração de sistemas, armazenamento de dados, segurança, entre outros, movimentarão cerca de 6 bilhões de dólares. Também afirma que esse investimento vai gerar um retorno de 13 trilhões de dólares em 2025.

De acordo com essas previsões, esse é um mercado que estará em muita expansão e pode ser um excelente investimento.

A internet das coisas mostra que terá um futuro promissor e irá modificar nossas vidas por completo. Ela estará presente em nossas casas, nossos automóveis e até nas roupas que usamos. E tudo isso será controlado por aplicativos instalados em nossos smartphones.

Com o histórico de dados que os dispositivos terão, nossas experiências e decisões no dia a dia serão melhores e rápidas. Em um futuro próximo não saberemos o que é viver sem estar conectado a todas as coisas.

E aí, conhece alguma utilização interessante da internet das coisas? Comente com a gente!


  • Daniel Madureira
  • Gerente de marketing
  • Mineiro de Divinópolis, amante do futebol e cruzeirense apaixonado. Adorador de tecnologia e marketing digital. Graduando em Engenharia de Produção. Gosta de uma boa resenha e de contos medievais nas horas vagas. Quem tiver interesse em saber mais é só seguir no Instagram @danielmadureira94