6 coisas que a filosofia Kaizen está me ensinando

Você sabe o que é Kaizen?

Embora algumas pessoas estejam familiarizadas com o termo, muitas não sabem exatamente o que isso significa. É um processo no local de trabalho? Um tipo de filosofia ou abordagem para gerenciar um negócio? Ou o nome da pessoa que veio com isso?

Não é surpreendente, dada a estranheza da palavra — ‘Kaizen’ não revela muito sobre o que significa. Mas se você estiver interessado em melhorar a eficiência, o sucesso competitivo e melhorar continuamente, o Kaizen é algo que vale a pena aprender. 

Neste artigo, vou tentar responder à pergunta ‘o que é o Kaizen?’ e mostrar como isso pode melhorar os resultados pessoais, no local de trabalho e com pessoas com qual você convive e trabalha.

Onde e como surgiu o Kaizen?

Kaizen é uma palavra de origem japonesa que significa “mudança para melhor”, usada para transmitir a noção de melhoria contínua na vida em geral, seja ela pessoal, familiar, social e no trabalho.

A definição de Kaizen vem de duas palavras japonesas: ‘kai’ significa ‘mudança’ e ‘zen’ significa ‘bom’. A filosofia surgiu numa empresa japonesa de fabricação de automóveis, a Toyota, na década de 1980. A empresa, na época era líder no desenvolvimento de processos de negócios, detectava problemas na produção antes de ocorrer um big bang. Então, se algo não estivesse certo, toda a linha de produção era paralisada para que a equipe pudesse identificar uma solução.

Esse processo foi implementado para que os problemas não se tornassem recorrentes, e com o tempo, essas pequenas melhorias e aprendizados contínuos no processo de produção, fizeram com que eles se tornassem a empresa mais eficiente e confiável do mundo desde 1980.

 Ou seja, o Kaizen incentiva uma cultura de aprimoramento contínuo que aumenta gradualmente a qualidade, eficiência de aprendizado e social: “hoje melhor do que ontem, amanhã melhor do que hoje.”

Vamos ver exemplos de aplicação no próximo tópico.

O Kaizen é útil?

Em estudos e prática, percebi que o Kaizen pode ser aplicado para uma variedade de modelos de negócios, filosofias operacionais e pessoais. Ele melhora os processos de trabalho, eliminando desperdícios de informação, melhorando a qualidade no trabalho em equipe. Além disso, pode aumentar a lucratividade da sua empresa gerando entregas de valor e não aleatórias.

Embora não seja uma solução rápida, a implementação do Kaizen pode levar a um crescimento consistente em longo prazo.

A utilidade, porém, não se aplica somente no meio corporativo. A filosofia Kaizen também prevê melhorar a si mesmo, aprendendo algo novo ou aperfeiçoando uma habilidade todos os dias. Depois de teimar bastante, me rendi e percebi que é melhor aprender algo todos dias um pouquinho de cada vez, do que não aprender nada.

Tente aprimorar algo todos os dias, eu garanto que você vai melhorar a sua vida e de todos ao seu redor.

Então, vamos melhorar?

6 coisas que o Kaizen me ensinou

1. Nunca para de melhorar

Nunca considere que você parou de melhorar. O avanço não tem limites e você pode expandi-lo infinitamente. Você sempre deve estar evoluindo a si mesmo. Seja aprendendo algo novo ou aperfeiçoando uma habilidade que você já possui, há sempre uma oportunidade de melhorias que podem estar sendo trabalhadas para não estagnar.

2. Eliminar práticas antigas

Para se livrar das práticas antigas ao longo da sua vida, descubra quais práticas do seu cotidiano podem ser otimizadas e como executar esse aprimoramento. Deixe de lado seus hábitos anteriores, mesmo que eles lhe dê em algum benefício.

3. Faça as correções

Alguma parte do processo de “tentativa e erro” exige correção nas práticas ou processos com grandes problemas. É fundamental fazer  correções durante todo o processo para melhorar continuamente. Aqui também se aplica o “eliminar práticas antigas”, pois os novos hábitos podem servir para corrigir as coisas que você esteja fazendo  errado naquele momento. Mais uma vez: observe as áreas da sua vida que podem melhorar, e faça mudanças relevantes para ajudá-lo a progredir.

4. Cuidado com novos métodos

Só porque seu amigo falou sobre um método novo, não significa que ele foi aprimorado ou que servirá para você. É importante ir muito além do status para ser eficaz.

Quando trata de sua vida pessoal, pode levar algum tempo para encontrar um método que funcione para você, quando se trata de atingir seus objetivos. Só porque algo funcionou para outra pessoa não quer dizer que se encaixe nas suas necessidades.

5. Pratique o método dos cinco porquês

Antes de tomar qualquer decisão final, chegue à raiz do problema perguntando “por quê?” cinco vezes. Ao questionar o porquê, é provável que você encontre o propósito por trás de um problema. 

Frequentemente, a resposta de um porque levará a outro e, por consequência, você se verá aprofundado na questão e com propriedade sobre o assunto

“Foco no problema e não na solução”

6. Aprenda com outras pessoas

Aprenda com outras pessoas e obtenha novas opiniões sobre coisas que você pode adicionar a sua rotina para criar uma melhoria contínua. Antes de aplicar as mudanças, converse com pessoas diferentes sobre o que elas estão fazendo no dia a dia para melhorar a si mesmas. 

Ter múltiplas opiniões pode não apenas aumentar uma possível melhoria, mas também oferecer uma perspectiva diferente que abrirá mais novas idéias.

“Hoje melhor do que ontem, amanhã melhor do que hoje.”


  • Lívio Moreira
  • Gerente de projetos
  • Sou um veterano com 15 anos de experiência em tecnologia da informação, consultoria em infraestrutura e projetos. Graduado em Gestão de T.i, trago uma riqueza de conhecimentos sobre tecnologia, gestão de pessoas, projetos e liderança. Apaixonado por tecnologia, gamer de coração e, sempre que posso, jogo jogos online para esfriar a cabeça. Ah, amo os animais e o meu xodó chama Marley. Contato Instagram: @liviommbh - “Seja bom com os nerds. É muito provável que você acabe trabalhando para um.” Bill Gates Editar o Me

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *