Animação de interface: a força do movimento

Mesmo nos tempos antigos, as pessoas sabiam sobre o grande poder do movimento. A literatura, a arte, o folclore e as tecnologias testemunham numerosas tentativas de explicar o movimento como uma das características mais brilhantes da vida. Provavelmente é por isso que o aforismo latino “Sempre in motu” (sempre em movimento) ainda é uma das expressões mais populares, muitas vezes se tornando um lema de pessoas ativas e equipes capazes de proporcionar grandes resultados.

A animação de interface bem pensada e testada, bem como os ícones e função, é capaz de suportar uma interação rápida e fácil e tem alto potencial para atender a várias funções. Então, hoje gostaríamos de considerar alguns aspectos da animação de interface, suas funções e papel no design moderno.

A essência da animação

O termo “animação”, tão popular em diferentes esferas da atividade humana, tem uma origem antiga e de alguma forma romântica. Origina-se da palavra latina anima, que significa “ar, alma” e, na maioria dos casos, define o processo de adicionar vida e alma aos objetos, primeiro por meio do movimento.

Assim, a animação e o processo de criar a ilusão de movimento que começou desde tempos imemoriais, quando as pessoas tentaram mostrar a ilusão de movimentos em esculturas ou pinturas, e se tornou amplamente popular em todo o mundo através de desenhos animados. Abriu novos horizontes aos artistas e criou um novo campo de trabalho com imagens.

Atualmente, a animação também ganhou seu lugar especial no design de interfaces como uma das ferramentas mais importantes para uma interação bem-sucedida. Como as pessoas são, em sua maioria, criaturas guiadas visualmente, a força por trás da imagem, que vale mais que mil palavras, fica ainda mais forte com a ajuda da animação.

11 Coisas que todo designer de aplicativos precisa saber

Com o rápido crescimento de dispositivos móveis, a animação ganhou popularidade e diversidade ainda mais significativas, permitindo processos rápidos e fáceis para interfaces palpáveis, especialmente em movimento. Portanto, a animação é uma maneira muito poderosa de tornar o produto simples, claro, brilhante e centrado no usuário, proporcionando assim uma experiência positiva ao usuário.

Tipos de animação de interface

A animação é uma ferramenta muito flexível e multifuncional que satisfaz as diferentes necessidades dos usuários. Em geral, com base em nossa experiência prática de trabalho com interfaces para diferentes sites e aplicativos móveis, podemos definir vários grupos funcionais de animação na interface do usuário:

  • animação permitindo microinteração
  • animação mostrando o caminho do processo
  • animação esclarecedora / explicativa
  • animação decorativa

Antes de olhar para eles com mais detalhes, devemos mencionar que essa divisão é realmente muito relativa, porque na maioria dos casos os designers tentam aplicar várias funções de um item animado ao mesmo tempo para usar seu potencial o máximo possível.

 

Animação para microinteração

A animação que permite a microinteração talvez seja o tipo mais útil de projeto de movimento no aspecto de interfaces de usuário. Ela torna a interação rápida e clara para o usuário, muitas vezes imitando a interação física real. Como por exemplo apertar os botões, abrir caixas ou portas, puxar alças e assim por diante. Animações desse tipo são como a saúde: as pessoas não percebem quando funcionam corretamente, mas entendem sua importância quando algo dá errado. As microinterações ativadas pela animação de interface também dificilmente são notáveis ​​para um usuário até o momento em que enfrentam o problema de sua ausência.

As microinterações informam aos usuários que as operações foram concluídas com sucesso: os botões são pressionados, as alternâncias são movidas, os campos necessários são preenchidos, as regras são fornecidas etc. E, por outro lado, eles podem informar sobre os casos em que as etapas não são executadas com êxito. Portanto, um usuário obtém as informações sobre o erro ou não concluiu a operação da maneira mais rápida e fácil.

A animação aplicada para microinterações é geralmente pequena, mas como todos os elementos pequenos e simples da interface, eles gastam muito tempo e esforço para se tornarem claros e aumentar a usabilidade do produto.

Animação mostrando o processo

Este tipo de animação está, de alguma forma, ampliando o potencial do tipo anterior. Ele inclui diferentes maneiras de demonstrar o estágio dos processos para o usuário. Por exemplo, diferentes tipos de barras de carregamento mostrando a rapidez com que o processo se processa e ativa a expectativa dos usuários quanto ao possível tempo e maneira de obter resultados.

Animação esclarecedora / explicativa

Esse tipo de animação é muito popular em diferentes tutoriais e dicas de ferramentas, mas, na verdade, seu potencial é muito amplo. Por meio do movimento de detalhes, personagens, itens ilustrados ou textos, eles fornecem diversos avisos aos usuários sobre como lidar com o aplicativo. Além disso, a animação desse tipo pode envolver os usuários a realizar outras etapas que podem não ser tão óbvias à primeira vista ou explicar algumas operações mais complicadas.

É especialmente importante fornecer usabilidade dos produtos com uma grande quantidade de informações, através das quais o usuário deve encontrar rapidamente o que é necessário para o seu objetivo. Portanto, eles podem aumentar o nível de usabilidade e, dessa forma, a conveniência do produto.

Animação decorativa

Atualmente, esse tipo de animação é frequentemente usado com o objetivo de criar um design de interface de usuário original e envolvente, que seja cativante e brilhante. Animações decorativas animam a interface, podem adicionar detalhes interessantes que não fornecem recursos realmente vitais de interação bem-sucedida, mas tornam a imagem geral mais interessante e destacada da multidão. Animações decorativas podem ser uma boa maneira de atrair a atenção dos usuários. No entanto, eles devem ser cuidadosamente analisados ​​na perspectiva de reter usuários em longo prazo.

Benefícios e desvantagens

Entre os benefícios essenciais da animação de interfaces estão:

  • maior usabilidade
  • originalidade
  • Interação conveniente e fácil
  • capacidade de cumprir várias funções simultaneamente
  • o alto potencial de acelerar os processos de interação
  • fornecendo feedback claro ao usuário e criando as expectativas necessárias

Tudo mencionado acima pode parecer fatores convincentes para usar animação em todo o aplicativo ou site. Entretanto, na prática, é necessário muito cuidado na aplicação do movimento no design.

Como nada é perfeito, a animação na interface do usuário também tem desvantagens que devem ser cuidadosamente pesquisadas e levadas em conta antes de decidir sobre essa ou aquela animação. A maior delas é, sem dúvidas, o tempo de carregamento e a necessidade de uma boa conexão com a internet. Se a sua animação é muito pesada e as condições do uso do produto não foram analisadas cuidadosamente, isso pode trazer o problema do carregamento longo e incomodar os usuários, em vez de criar emoções positivas.

Sobrecarregando a tela / página

Mesmo as animações puramente decorativas devem ter seu objetivo, lugar e função, que é baseado no conceito geral. A animação usada para pura atração corre o risco de afugentar muitos usuários, que vão desistir da página sobrecarregada com detalhes desnecessários.

Além disso, a tela que é sobrecarregada com itens animados diminui seu potencial. Para fazer a analogia, você pode gostar muito de uma música, mas se você a escutar em todos os lugares, mil vezes por dia, você vai passar a odiá-la, apenas porque está farto dela. A animação traz a mesma coisa: quando é um detalhe interessante e envolvente, ele funcionará com sucesso para ajudar o usuário e ficará atraente em contraste com os elementos estáticos. Mas, se você fizer tudo na sua página, os usuários ficarão cansados ​​muito rapidamente. Você pode sentir o poder e a alegria do movimento, mas deve saber parar quando necessário.

Distração

No caso do design da interface do usuário, qualquer peça de animação deve corresponder ao objetivo da página ou tela. Assim, antes de mais nada, o designer UI / UX deve pesquisar e pensar sobre as funções e objetivos da tela ou página, bem como as habilidades e desejos do público-alvo que irá interagir com eles. Se a animação não resolve nenhum problema, não melhora a experiência positiva e não suporta um usuário, seria melhor omiti-la para criar o desempenho do produto apenas com detalhes essenciais que não sobrecarregam o processo geral .

Portanto, a animação de interface hoje é a melhor maneira de reter os usuários, pois torna a experiência do usuário agradável e permite resolver seus problemas mais rapidamente. No entanto, um projetista deve analisar profundamente seu potencial para aumentar a usabilidade, a utilidade e a conveniência do produto antes de tomar a decisão de aplicá-lo ao produto.


  • Luis Otávio
  • Diretor de Marketing
  • Mineiro de Ouro Branco. Apaixonado por esportes. Graduando em Administração pela Universidade Federal de Ouro Preto. Acredito que a formação em Administração me proporciona uma visão otimizada do mercado.Marketing digital é o bom e velho marketing porém com ações estratégicas aplicadas nos meios digitais (internet e tecnologias móveis).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *