tecnologia-e-educacao

Tecnologia e educação: inovações para revolucionar o ensino

A tecnologia está cada vez mais presente nas relações e no dia a dia do brasileiro. As relações interpessoais se adaptaram a esse novo modo de se comunicar. Porém, não é apenas nesse campo que a inovação ganha espaço. Atualmente, tecnologia e educação tem andado lado a lado de modo a auxiliar e aumentar o modo de aprendizagem.

As novas gerações estão cada vez mais atualizadas. Atualmente as crianças já nascem entre computadores, celulares, jogos e tecnologias em geral. Essa nova realidade pode ser um desafio para as escolas com um modelo tradicional. Os alunos estão acostumados a realizar diversas tarefas ao mesmo tempo.  A rapidez e facilidade que os jovens lidam com os artigos tecnológicos é muito maior do que seus pais e professores.

tecnologia e educação

Por estarem incluídos nessa nova cultura eles se sentem mais motivados quando há ferramentas tecnológicas envolvidas no processo de aprendizagem. É nisso que muitas escolas estão apostando para despertar o interesse dos estudantes. Algumas desenvolveram, inclusive, suas próprias plataformas de ensino on-line.

Esse é o caso do Colégio e Curso Pensi, de ensinos fundamental II e médio, localizados no Rio de Janeiro. Existem outros exemplos. A realidade é tão viva que tecnologia e educação estão juntas até mesmo em Universidades, como confirma o estudo da professora Nuria Pons Vilardell Camas, da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Criando conexão entre tecnologia e educação

tecnologia e educação

A intenção é que a aplicação entre tecnologia e escola seja feita de forma a atrair mais recursos. Essas utilidades são usadas para trazer melhorias efetivas para a escola. Com essa conexão será preciso realizar algumas mudanças na dinâmica das aulas. O conteúdo passa a ser mais chamativo e oferece mais funções que podem ser abordadas dentro e fora da sala de aula.

Ferramentas de comunicação

Quando se fala em ferramentas de comunicação, muitos sistemas podem ser integrados nesta definição. Desde de ferramentas que estimulam o diálogo, por exemplo o whatsapp, como também outras redes sociais que podem ser usadas de modo a agregar a experiência educacional. Aplicativos, de modo geral, também representam um grande avanço nesse sentido. Existem várias plataformas para estudos online, baixar provas no celular e até mesmo regularizar os estudos. Nos dias de hoje a era digital toma conta das casas, escritórios e por que não a partir de agora das escolas?

Ferramentas de comunicação

As ferramentas de comunicação facilitam a interação. Elas representam agentes importantes do processo educacional como um todo. Com a utilização dessas ferramentas é possível otimizar a troca de informação entre professores, alunos e até mesmo com os pais. A comunicação é uma forte aliada para auxiliar a busca pelo conhecimento. Algumas dessas ferramentas podem ser utilizadas como fonte para algo maior, colocando os alunos em contato com plataformas de dúvidas entre outros fóruns.

Aplicativos que auxiliam

Com os aplicativos é possível ampliar o panorama de ação. Transferir a escola para um ambiente móvel e principalmente para a casa dos alunos. É possível que sejam pensados aplicativos para melhorar e até mesmo aumentar o engajamento de familiares. Com isso há uma aproximação dos pais na escola, enviando recados e comunicados sobre lições, provas, ou seja, o desenvolvimento geral do aluno no ambiente escolar.

A importância da entidade acadêmica possuir um aplicativo traz inúmeras vantagens. O aplicativo deve ser visto como uma forma de investimento. Com a ferramenta é possível abordar vários espaços da educação. Não apenas, como já mencionado, o caso da aproximação. Seja com feedbacks a respeito dos serviços prestados, melhora na comunicação entre instituição e familiares. O investimento pode ser visto também da forma administrativa da escola, trazendo a  possibilidade de melhorar os recursos financeiros. (acrescentar textos de aplicativo)

Alguns exemplos desses aplicativos que ajudam milhões de estudantes a se manterem atualizados são: AppProva, Técnicas de Estudo, Agenda Escolar, Pertoo, Remind e muitos outros.

Alunos e professores também podem utilizar as redes sociais para desenvolverem atividades e trabalharem conteúdos curriculares. Existe uma quantidade gigantesca de bons conteúdos na internet que podem ser usados na aula. Essa esfera ainda é pouco usada dentro da sala de aula. Diversas estratégias podem ser usadas para promover o aprendizado por meio dessas ferramentas, como a criação de comunidades, canais de jornalismo estudantil, desafios, enquete de dúvidas e muito mais.

Juntar tecnologia e educação podem ser o combo perfeito para a mudança de atitude de alunos, pais e até mesmo das instituições.

Na sua escola existe essa integração entre tecnologia e educação? Conte para gente nos comentários!

Ferramentas de trabalho

Outro ponto muito importante da junção entre tecnologia e educação são as ferramentas de trabalho que podem ser implantadas. O dia a dia de professores e alunos podem melhorar e muito com esse suporte. Elas oferecem recursos que agilizam tarefas e ajudam na organização de arquivos. Dentre alguns exemplo dessas ferramentas podemos citar ferramentas de apresentação, de armazenamento e alguns editores de vídeos. Lembrando que o uso desses dispositivos tem a função de conciliar tecnologia e educação a fim de melhorar o desenvolvimento em sala dos alunos e professores.

Ferramentas de trabalho

Os editores de texto, foto, vídeo, áudio oferecem suporte para diferentes atividades. As plataformas para criação de formulários, planilhas, apresentações e infográficos oferecem recursos para preparação de materiais de aula e o desenvolvimento de trabalhos escolares.

Para evitar que o professor carregue pilhas de papéis, as ferramentas de armazenamento permitem salvar arquivos na internet, criando as chamadas salas de aula na nuvem. Professores e alunos podem acessar esses materiais em qualquer lugar e conseguem interagir virtualmente. Os alunos conseguem criar portfólios digitais com suas atividades e os professores podem acompanhar essa produção em tempo real.

Ferramentas de apresentação

Odyssey: Ele funciona como uma ferramenta de mapeamento. Com essa ferramenta é possível criar uma história utilizando os locais físicos. O que torna ainda mais interessante é o ponto visual. O odyssey permite uma visualização do mapa e dos locais destacados. A interação pode ser o ponto chave para manter a atenção dos alunos na hora da explicação.

Office Mix: Esta ferramenta foi criada pensando nos educadores. Com ela é possível criar e compartilhar aulas on-lines de forma interativa. Esse novo meio de dar aula pode ser um complemento para os estudos além de chamar muita atenção dos alunos. Uma ótima ferramenta para se testar.

Prezi: O Prezi chegou para revolucionar a forma de fazer apresentações. Ele possui um design totalmente inovador e possibilita a modificação de toda sua estrutura. O grande diferencial em fazer uma apresentação utilizando a ferramenta é seu modelo de exposição.

Ferramentas de armazenamento

Dropbox: Com o dropbox você pode acessar seus documentos de onde quiser. Ele permite um armazenamento de fotos, vídeos, apresentações, tabelas. E tudo isso fica armazenado em o que chamamos de nuvem. Diminuindo muito a quantidade de papel e pastas que já é típico de todos os professores. Um exemplo perfeito de bons resultados quando há a junção de tecnologia e educação.

Drive: O drive é um serviço do Google.  É uma ótima ferramenta para compartilhamento de documentos online, fotos e até mesmo tabelas. Pode ser usado com um suporte nas aulas ou até mesmo para avaliações e trabalhos. Isso porque além de armazenar, a ferramenta grava tudo o que o usuário realizou em sua sessão. As tarefas realizadas no drive podem ser feitas de forma colaborativa. Assim todas as pessoas as quais o documento é compartilhado podem editar e ter acesso ao seu conteúdo.

Conhece alguma outra ferramenta de armazenamento? Deixe para a gente nos comentários.

Ferramentas de Gestão

Esse tipo de ferramenta auxilia na organização dentro e fora de sala de aula. A maior diferença é a automatização das tarefas. Economizando tempo, deixando-as mais fáceis e simples de se fazer.  As ferramentas de gestão envolvem tanto o campo da sala de aula, auxiliando os professores, quando as outras partes da escola. Existem recursos de gestão escolar que organizam o sistema financeiro da instituição, otimizam tarefas e monitoram o desempenho dos alunos.

ferramenta de gestão

Dentre essas ferramentas, existem as que permitem ao professor fazer a gestão da sala de aula. Incluir recursos de organização de plano de aula, gerenciar recebimento de lições de casa e fazer correção de provas. Isso permite que os educadores tenham mais tempo para se dedicar à prática pedagógica e ao planejamento de projetos.

Gestão da sala de aula

Google Classroom: O objetivo da ferramenta é tornar o dia a dia do professor mais simples. Com o auxílio de recursos do Gmail, como, Drive e Google Docs, a ferramenta gerencia as tarefas escolares. Além de oferecer ao professor a possibilidade de acompanhar a  execução dos trabalhos, tirar dúvidas em tempo real e manter as turmas organizadas. Utilizando a ferramenta o professor ganha mais tempo de sala de aula. Isso aumentanda a atenção dada aos estudantes além de otimizar os conhecimentos.

Nearpod: É um local em que você criar aulas interativas e gerenciar seus conteúdos criados de forma muito prática. A plataforma utiliza de animações e tem uma interface muito intuitiva e dinâmica para se aprender. Uma ótima ferramenta que usa tecnologia e educação de forma integrada.

Gestão escolar

WPensar: É um sistema de gestão escolar que permite uma conexão entre todos os setores da escola. Seja ele pedagógico, acadêmico ou financeiro.

Pertoo: Essa ferramenta nós já citamos aqui, mas vale a pena reforçar. É um aplicativo que possui um software integrado de comunicação escolar. A função principal da ferramenta é ajudar as escolas a diminuir os custos e melhorar a comunicação entre instituição, familiares das crianças, estudantes e professores.

Como já falamos aqui, a maior parte dessas ferramentas são aplicativos que buscam integrar tecnologia e educação de forma a melhorar a experiência de professores, técnicos e alunos das instituições.

O que cresce cada vez mais são escolas que fazem seu próprio aplicativo e integram todas essas ferramentas. Sejam elas de gestão, comunicação ou auxílio no trabalho em apenas um local. O aplicativo da própria empresa possibilita inúmeras atividades avançadas. Quanto custa um aplicativo é um assunto delicado e que possui muitas variações. Atualmente existem sites com dispositivos para calcular esse investimento.

Conhece alguma escola que tem um aplicativo? Conte para nós!

Internet das Coisas na tecnologia e educação

Internet das coisas, como o próprio nome diz, é a tecnologia que está em objetos. O termo é derivado do inglês Internet of Things (IoT).  Isso fará com que os ambientes físicos e digitais se aproximem cada vez mais de se tornar um só. Ou seja, a aproximação entre o mundo real e o digital. Essa nova tecnologia ajuda a Integrar qualquer dispositivo com a rede de computadores. O que simplifica e automatiza  muitas tarefas do nosso cotidiano. De forma conectada, melhora e transforma o dia a dia, incluindo alunos, professores e escolas.

Internet das Coisas

IoT nas escolas

Além de facilitar a realização de ações comuns do cotidiano, a IoT também contempla o mundo escolar ao apoiar, melhorar e garantir processos educacionais inovadores. A aprendizagem móvel é um dos exemplos de aplicações. Permitir que conteúdos dados em sala de aula possam ser acessados, compartilhados e discutidos mesmo após o fim da aula é um grande avanço na educação.

Outro ponto importante que a tecnologia de inovação ajuda é na acessibilidade. Alunos com necessidades especiais, através do uso de cartões por exemplo, começam a se sentir mais incluídos e participativos nas aulas. Esse é apenas uma das aplicações que a junção de tecnologia e educação pode proporcionar. A inclusão desses estudantes é considerada um problema em muitas instituições. Com a inovação um mundo de possibilidade pode ser aberto a essas crianças e adolescentes que necessitam de ajuda.

Existem muitos benefícios da aplicação da Internet das Coisas na educação. Desde o aumento da eficiência das aulas, até a oportunidade para que professores possam dar aos alunos feedbacks (respostas) personalizados com o ensino adaptativo. Ou seja, auxiliando o aluno a ter um parâmetro melhor de onde errou e como melhorar. As vantagens são tantas que é possível pensar até mesmo em novas aplicações, como enfoques pedagógicos atualizados.

Estudo em casa e a Internet das Coisas

A IoT também colabora para as tarefas escolares. O professor orienta o aluno para o estudo fora da sala de aula, usando diferentes mídias e plataformas (veja os exemplos acima). E essas ferramentas podem ser acessadas quando e onde o estudante quiser.

Nesse modelo de aula, também podem ser realizados encontros presenciais e virtuais. Existe a produção de aulas práticas referentes ao conteúdo que foi indicado de início pelo professor. A aprendizagem é mais rápida e significativa com projetos colaborativos e resolução de problemas.

Em 2020, segundo uma pesquisa, existirão cerca de 26 bilhões de dispositivos conectados. Esse número equivale a  3 dispositivos para cada pessoa no planeta terra.

A empresa Business Insider realizou uma pesquisa que comprova o aumento das soluções que utilizam internet das coisas. Integração de sistemas, armazenamento de dados, segurança, entre outros, irão movimentar cerca de 6 bilhões de dólares nos próximos anos.

De acordo com essas previsões, esse é um mercado que estará em muita expansão e pode ser um excelente investimento.

A internet das coisas mostra que terá um futuro promissor e irá modificar nossas vidas por completo. Ela estará presente em nossas casas, em nossas escolas, em automóveis e até nas roupas que usamos.

Com o histórico de dados que os dispositivos vão ter, nossas experiências no dia a dia serão melhores e nossas decisões serão mais rápidas. Em um futuro próximo não saberemos o que é viver sem estar conectado a todas as coisas.

Um investimento que une tecnologia e educação

Investimento

A muito tempo o sistema de ensino permanece da mesma forma. As escolas tradicionais que insistem em não investir em tecnologia ficam cada vez mais ultrapassadas. A relação entre tecnologia e educação é mais que uma tendência, está se tornando uma realidade. A professora e pesquisadora Nuria Pons Vilardell Camas, da Universidade Federal do Paraná afirma que “É necessário oferecer condições para promoção da educação de nosso tempo, que deve estar integrada ao local em que estivermos”.

A tecnologia tem potencial transformador e em um contexto onde as conexões virtuais são responsáveis pela circulação em tempo real de um leque infinito de informações que pode efetivamente se transformar em caminhos para aprendizagem, o maior desafio é produzir conhecimento investindo no protagonismo de jovens cada vez mais antenados com as mudanças de seu tempo.

Hoje em dia o domínio da tecnologia representa um dos principais meios de inserção social e em um ambiente escolar onde a aprendizagem contempla este aspecto da realidade, o conjunto de suas influências e as inter-relações que se estabelecem com os objetos de aprendizagem potencializa o desenvolvimento das habilidades cognitivas.

O processo educativo torna-se, desta maneira, mais amplo e dinâmico, resultando no rompimento com práticas pedagógicas fundamentadas na unilateralidade da relação professor-aluno e na mera transmissão de conteúdos das disciplinas do currículo; permitindo assim a democratização de espaços, o compartilhamento de saberes, a colaboração e a valorização da produção cultural e intelectual da comunidade.

E aí, conhece alguma utilização interessante da internet das coisas? Comente com a gente!

Tecnologia e educação: inovações para revolucionar o ensino
5 (100%) 1 vote

  • Laryssa Gabellini
  • Analista de redes sociais e marketing digital
  • Aquela mistura do "erre" do interior com o jeitinho mineiro de ser. Graduanda em Jornalismo pela Universidade Federal de Ouro Preto. Curiosa, falante e alegre. Acredita muito em energia e conexão. Tem a gratidão como um exercício diário. Se viu apaixonada por comunicação e todo o universo agitado e dinâmico do Marketing. De sorriso fácil e conversas longas, dessa forma vai levando a vida.