fintech

Fintech: aplicativos mais práticos e seguros

Se você tem uma empresa que trabalha com ou planeja desenvolver aplicativos móveis, já deve ter ouvido falar do termo fintech. O termo é uma abreviatura de “financial technology” (tecnologia financeira), e em suma envolve qualquer instrumento digital que permita trocas monetárias. Isso inclui empréstimos pessoais, investimento automatizado e operações com criptomoedas.

Seja através da opção de vender merchandising diretamente pela sua página do Facebook, ou de pedir seu almoço por meio de um aplicativo, a fintech providencia soluções que diminuem a dificuldade envolvida em trocas comerciais, tanto por parte do usuário como da empresa.

Como funciona?

Por exemplo: o seguro de automóvel é um serviço financeiro provido por uma seguradora. Se um carro sofrer uma batida, tradicionalmente o motorista precisa contatar a seguradora, e então esperar para que um agente retorne. Depois que a situação é averiguada, o motorista ainda precisa preencher um longo formulário, para então enviá-lo e esperar que a situação seja resolvida. Só então o dinheiro é liberado pela empresa. O processo inteiro é frustrante e leva tempo.

No caso de uma empresa com fintech, depois do acidente bastaria que o motorista entrasse no aplicativo da seguradora, seguisse as instruções no próprio app para registrar imagens da batida e as enviasse via Internet à empresa. Automaticamente, o dinheiro seria depositado na conta do cliente, em um processo que levaria menos de dez minutos.

Como a fintech pode melhorar meu app?

  • Segurança

Invasão de privacidade e roubo de dados são ameaças constantes na vida de desenvolvedores de softwares e aplicativos mobile. Um app com fintech pode oferecer o mesmo nível de segurança e garantia que qualquer aplicativo bancário, com a vantagem de incluir compras em menores escalas (como em aplicativos de músicas ou jogos), utilizando recursos de segurança blockchain, criptomoedas e canais seguros para troca de informações.

Blockchain fintech

  • Eficiência

Automatização ou opções digitais para processos exaustivos em meios mais ortodoxos, como obtenção de licenças ou contratos, simplificação das trocas monetárias ao garantir melhor experiência do usuário para empresas que dependem de representantes de carne e osso para lidar com clientes, pagar vendedores e ativos em diferentes moedas.

  • Experiência do cliente

Com o auxílio da fintech, a relação entre fornecedor de serviço e consumidor tende a evoluir continuamente, assim como a mudança nas expectativas dos usuários em relação a formas de segurança e pagamento. Se bancos tradicionais oferecem opções biométricas ao invés de senhas, nos celulares os usuários deveriam poderiam escanear suas digitais ou usar reconhecimento por voz.

Que recursos posso utilizar?

  • Freemium

Uma tendência entre as companhias são os aplicativos freemium. Para se ter ideia, sete dentre as dez maiores categorias de aplicativos da Apple Store tiveram a maioria do rendimento originado deste recurso, com games (90%) e redes sociais (88%) no topo. Eles consistem em apps que podem ser baixados e utilizados gratuitamente, mas oferecem opções de upgrade pagos ou serviços de compra dentro do aplicativo. De acordo com pesquisa realizada pela Clutch com mais de 100 desenvolvedores de apps, 61% recomendaram o modelo freemium como a forma mais efetiva de monetizar um aplicativo.

  • Diversidade em métodos de pagamento

Aplicativos que envolvem alguma forma de pagamento deveriam se planejar e adaptar para permitir aos clientes pagarem da forma que preferirem – seja com cartões ou bitcoins. Essa realidade pode não estar tão distante, principalmente se observarmos a evolução do PayPal, que diferentemente dos outros serviços não permitia apenas que os cartões de crédito fossem usados. Hoje em dia, com medo de perder clientes que usam o serviço justamente pela segurança de dados, praticamente todas as lojas virtuais aceitam o PayPal como forma de pagamento. Oferecer variedades pode ser o diferencial para que seu app seja escolhido.

E agora?

Se você deseja usufruir de todos os benefícios que a tecnologia financeira pode oferecer, sua empresa precisa de especialistas no ramo do desenvolvimento de aplicativos, com profissionais competentes e qualificados que conheçam e saibam usar as ferramentas adequadas para proporcionar a segurança e a facilidade que seus futuros clientes procurarão em um app.

Tem ideias para um projeto que envolva fintech? Entre em contato com a gente!

Fintech: aplicativos mais práticos e seguros
5 (100%) 2 votes

  • Caio Aniceto
  • Estudante de Jornalismo. Protótipo de artista. Gamer, cinéfilo e comediante nas horas vagas. Amante do marketing criativo, das campanhas virais e das narrativas transmídia. Praticante das ciências ocultas e defensor inveterado da Tecnocracia. Jura que foi um androide na vida anterior.