experiencia-onboarding

Como criar uma boa experiência Onboarding em seu App

As telas onboarding, aquelas que trazem tutoriais que ensinam o usuário a utilizar um aplicativo,  nasceram com a iniciativa de educar o utilizador. Com suas adaptações, o seu propósito também teve algumas modificações e sua usabilidade passou a ser de ajudar os usuários a utilizar o app da melhor maneira. Porém, o onboarding se modificou de novo e atualmente é focado em mostrar os benefícios e o valor gerado na utilização do app.

O benefício de um bom processo onboarding é a felicidade do seu consumidor, que continuará utilizando o aplicativo.  Além disso, uma boa experiência com o processo onboarding podem aumentar suas taxas de retenção em até 50%. No começo dos smartphones e das app stores, as telas de onboarding eram essenciais.

O propósito primário era ajudar os usuários a entender como o aplicativo funcionava, e como navegar através dele. Porém, tanto a Apple app store quanto a Google play store já estão por aí a mais de 5 anos, e tem  mais de 2 bilhões de usuários de smartphones no mundo. Isso significa que educar os usuário sobre as funções do seu aplicativo não é mais essencial, a maioria já sabe como utilizá-lo.

Por outro lado o fato da prática ter caído em desuso não significa que se perdeu o benefício em utilizar telas de onboarding quando seu aplicativo é aberto a primeira vez. A maioria dos usuários de smartphones se sentirá confortável explorando seu app sozinho. Porém, não terão consciência dos benefícios e do valor que eles podem oferecer como um todo.

Sim, você pode – e deve – listar isso na descrição completa do seu app, porém se você presumir que nem todos irão ler a descrição completa, ou que eles podem se esquecer do que leram assim que começarem a usar seu aplicativo pela primeira vez, uma pequena série de telas onboarding serão bem vindas.

“Isso é o que nosso produto pode fazer” e “Isso é o que você pode fazer com nosso produto” parece similar, mas são abordagens completamente diferentes.

As palavras de Jason Fried’s, fundador e CEO da basecamp.com, são tão verdade agora quanto elas eram em 2013. Um excelente processo onboarding mostra benefícios e não funcionalidades.

O construtor da AppInstitute limita a 6 telas onboarding que podem ser adicionadas usando a aba About Tab. Essas telas podem ser customizadas da maneira que você quiser – com imagens estáticas, vídeos, gifs e código HTML – seguindo as melhores práticas. Nesse artigo, vou discuti-las mostrando ideias de como você pode implementar telas onboarding para beneficiar você e seus consumidores.

Tipos de experiências onboarding usadas em aplicativos mobile:

  • Benefício-direcionado onboarding Esse tipo de onboarding foca em mostrar o valor que o app oferece aos usuários.
  • Função-direcionada onboarding Esse tipo de onboarding foca em demonstrar o portfólio de funções do app.

A maioria dos aplicativos de vendas e serviços – especialmente para pequenas e médias empresas – não são muito complexos. O que significa que benefícios e funções, orientados pelo processo de onboarding, é tudo que seu aplicativo precisa.

Cozy café

Pensando no desenvolvimento do seu aplicativo, a tela inicial pode mostar aos usuários os benefícios em usar seu aplicativo e enviar um lembrete para que ele habilite as notificações push. Investir na produção de um aplicativo próprio possui muitas vantagens. A possibilidade de fazer marketing direcionado para seus próprios consumidores através de um sistema de alertas incluído no próprio app.

Simplesmente pedir a permissão para enviar estas notificações pode não ser tão efetivo. Mostrar aos usuários os benefícios ao habilitá-las, o tipo de informação que eles receberam farão com que eles habilitem muito mais facilmente. Mesmo se você decidir não utilizar uma série de telas onboarding, você deve criar uma tela que encorajem o usuário a habilitar as notificações push.

Inclua uma rápida informação da periodicidade que ele receberá estas notificações, e o que elas trarão de informação. Se o usuário precisar se registrar para começar a utilizar o aplciativo, alguns cuidados devem ser tomados. Certifique-se de criar uma tela que explique como fazer, as informações necessárias e o por quê de cada uma. Idealmente, essa tela deve ser a última, e nela os usuários devem ser direcionados para tela de registro ou login.

Quando você for decidir os benefícios e o valor que seu aplicativo oferece, envolva seus consumidores no processo. Se você já tiver lançado seu app, você pode utilizar seu app analytics para ver em quais seções e quais funções são mais populares entre seus usuários.

Se você ainda está no processo de desenvolvimento do seu aplicativo, aumente sua pesquisa para saber quais funções seus consumidores estão mais interessados. Dependendo da sua área, pode ser incluidos algumas funções como programa de lealdade ou a habilidade de fazer pedidos online. Para restaurantes e deliverys, essa função é mais atrativa do que programas de fidelidade. Mas você só saberá após realizar uma grande pesquisa.

5 melhores práticas para telas onboarding em mobile apps

Você já definiu os benefícios e o valor que será gerado pelo app da perspectiva do seu usuário. Agora você deve começar a criar os formatos que suas telas onboarding terão. Como mencionamos anteriormente, existem algumas boas práticas para considerar antes de começar a desenhar suas telas.

1. Marca consistente

Tenha certeza que sua experiência onboarding combina com seu app e com sua marca. Use o mesmo design e tom de voz que é encontrado nos outros canais da sua empresa.

2. Mantenha simples

Todo o processo onboarding precisa ser rápido e simples. Incluir botões ou textos que permite que o usuário pule todo o processo, ou para a próxima tela. Também é interessante indicar quantas telas existem no processo.

3. Venda os benefícios

Focar no valor e nos benefícios, não nas funções. Salões, restaurantes e spas devem colocar em seus apps a função de reservas online. Negócios com programa de lealdade precisam dar ênfase nisso e em como é fácil usar o mobile app. Além de encorajar o usuário a tomar uma ação, pelo valor oferecido a ele, também aumenta as retenções de usuários.

4. Não peça demais

Se você precisa que os usuários se cadastrem para usar seu app, só peça as informações que você realmente precisa. Para programas fidelidade e reservas peça nome, e-mail e telefone, mas para app de entrega, o endereço também é necessário. Pedir muitas informações pode levar usuários a deixarem o app.

5. Mantenha curto

Utilize a menor quantidade de texto possível. Lembre-se que você está apto a usar gifs e vídeos ao invés de imagens, então mostre ao invés de contar. Até os vídeos e gifs não devem ser muito longos. Considere incluir um pequeno contador no vídeo para que os usuários saibam exatamente o quão longo é o vídeo.

*Post traduzido do blog App Institute. Para acessar o post original clique aqui.

Como criar uma boa experiência Onboarding em seu App
5 (100%) 1 vote

  • Convidado Especial
  • Como o foco aqui na Usemobile é sempre a qualidade, nosso conteúdo não poderia ser diferente. Pensando nisso, contamos com o apoio de especialistas em diversas áreas para trazer materiais cada vez mais ricos. Caso você tenha interesse em publicar conteúdo no nosso blog, mande uma mensagem em www.usemobile.com.br/contato